28 de maio de 2022 Atualizado 13:47

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Dose da esperança

Vacinação contra a Covid-19 completa um ano com 1,8 milhão de doses aplicadas na região

A vacinação contra a Covid-19 começou oficialmente na região no dia 21 de janeiro de 2021

Por Ana Carolina Leal

21 Janeiro 2022, às 07h54 • Última atualização 21 Janeiro 2022, às 10h03

As cinco cidades da RPT (Região do Polo Têxtil) completam nesta sexta-feira, 21, um ano de campanha municipal de vacinação contra o novo coronavírus (Covid-19) com 1,8 milhão de doses aplicadas e 775.515 moradores com a imunização completa.

Juntos, os municípios de Americana, Santa Bárbara d’Oeste, Nova Odessa, Sumaré e Hortolândia têm 1028.809 habitantes, de acordo com estimativas do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

A enfermeira Helen de Souza, primeira vacinada contra a Covid-19 em Americana – Foto: Ernesto Rodrigues / O Liberal

A vacinação contra a Covid-19 começou oficialmente na região no dia 21 de janeiro de 2021. Em Americana, a primeira vacinada foi a enfermeira Helen Carolina Andrade de Souza, então com 24 anos. Ela trabalhava no Hospital Municipal Dr. Waldemar Tebaldi.

Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

De lá para cá, Americana já aplicou 439.615 doses. Do total, 193.558 (92,16%) referem-se a primeira dose; 184.287 (87,75%) englobam segunda dose e dose única; 61.643 (29,35%) correspondem a dose adicional e 127 são doses pediátricas.

Secretário de Saúde do município, Danilo Carvalho Oliveira avalia a vacinação como exitosa e satisfatória na cidade. “O maior  desafio da vacinação, principalmente no início, foi organizar o planejamento e logística, pois não tínhamos informações como o quantitativo de doses que receberíamos, qual vacina seria disponibilizada, faixa etária e etc.  Por muitas vezes estas informações eram disponibilizados no dia anterior ao início da vacinação o que exigia muito de toda a equipe”, recordou.

Show more

Para o secretário, a vacinação está sendo fundamental para o combate da pandemia, uma vez que mesmo com o aumento dos casos de Covid, o percentual de situações graves diminuiu significativamente.

Conforme boletim divulgado nesta quinta-feira pela Vigilância Epidemiológica do município, Americana tem 30.014 casos positivos de Covid e 865 mortes. A taxa geral de ocupação de leitos nos quatro hospitais da cidade era, nesta quinta-feira, de 52,78% com respiradores (de 36 no total, 19 estavam ocupados) e de 53,85% de leitos sem respiradores (de 65 no total, 35 estavam ocupados).

Vacinação na região

Com uma população estimada em 195.278 habitantes, Santa Bárbara d’Oeste aplicou, até o momento, 348.187 doses da vacina. Em Nova Odessa, 106.052 doses foram aplicadas desde janeiro de 2021. A cidade tem 61.716 moradores.

No município de Sumaré, o mais populoso da RPT com 289.875 habitantes, foram aplicadas 510.995 doses da vacina. E na cidade vizinha, Hortolândia, foram 422.071. O município conta com 237.570 moradores.

O número de vacinas aplicadas pelos municípios leva em consideração a quantidade em cada fase – primeira dose, segunda dose e dose única e dose adicional.

Infectologista da Faculdade de Ciências Médicas da Unicamp, Raquel Stucchi, afirma que a vacinação contra a Covid foi sem dúvida nenhuma um grande marco neste último ano da pandemia.

“Foi graças a vacinação que nós conseguimos diminuir as hospitalizações. Diminuir de modo muito expressivo e até emocionante, a mortalidade”, diz.

Entretanto, a médica enfatiza que ao longo desse processo de vacinação ficou muito claro que o controle da pandemia só se dará quando tivermos o mundo inteiro vacinado. E hoje, para enfrentar a variante Ômicron, com a necessidade de três doses de vacina como um esquema básico de proteção.

“Acho que esse é o grande aprendizado, de que nenhum país vai controlar a pandemia sozinho se não tiver uma vacinação equitativa entre todas as nações, entre todas as regiões”.

Publicidade