19 de outubro de 2020 Atualizado 11:15

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Covid-19

UTIs apresentam menor taxa de ocupação desde maio na região

Número na região está em 50,2%, índice mais baixo desde o início do registro; região soma 20.671 casos e 695 óbitos

Por Marina Zanaki

19 set 2020 às 08:54

A ocupação de leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) no DRS (Departamento Regional de Saúde) de Campinas alcançou a menor taxa desde que começou a ser registrada pelo governo de São Paulo, em maio.

Estão ocupados 50,2% dos leitos de UTI da região. Só foi registrada uma taxa menor do que essa em 19 de maio, primeiro dia do levantamento, que tinha 49,8% de ocupação. Os dados são da Fundação Seade (Sistema Estadual de Análise de Dados).

O Estado de São Paulo atingiu nesta semana o menor índice de ocupação em leitos de UTI desde que a pandemia do novo coronavírus (Covid-19) começou, com 49,1% das vagas preenchidas.

Infectologista e membro do Comitê de Crise do Coronavírus da Prefeitura de Americana, Arnaldo Gouveia Junior disse que a cidade está saindo da fase aguda do surto, com quedas nas novas internações.

A ocupação de leitos avançados em Americana, considerando rede pública e privada, estava em 36% nesta sexta-feira. No início do mês, aparecia na casa dos 61%.

“Provavelmente, estamos chegando no patamar de criar um certo nível de imunidade coletiva. Não está sendo tão fácil para o vírus encontrar para onde transmitir. Claro, ainda vamos ter surtos relacionados a aglomerações, mas esse surgimento de casos de todo o lado, muitos inclusive sem conseguir rastrear de onde está vindo, deve gradativamente diminuir”, afirmou o médico.

Em Santa Bárbara d’Oeste, as internações seguem altas. Nesta sexta, 71% das UTIs públicas estavam ocupadas. Arnaldo explicou que a cidade atingiu o pico depois de Americana.

MORTES. A RPT (Região do Polo Têxtil) teve recorde de confirmações de mortes, com 27 óbitos informados nesta sexta. A alta ocorreu porque Sumaré divulgou 21 mortes ocorridas entre maio e setembro, após atualização do banco de dados do Ministério da Saúde.

Santa Bárbara notificou a morte de três homens, de 80, 59 e 68 anos, que morreram entre 11 e 18 de setembro. Americana contabilizou o óbito de dois homens, de 78 e 54 anos, que morreram esta semana. Hortolândia informou que um homem de 56 anos, internado no Hospital Beneficência Portuguesa, morreu em 27 de agosto.

Cenário na região

Sumaré

  • 5.705 casos
  • 221 mortes

Americana

  • 5.214 casos
  • 146 mortes

Santa Bárbara

  • 5.195 casos
  • 161 mortes

Hortolândia

  • 3.784 casos
  • 132 mortes

Nova Odessa

  • 773 casos
  • 35 mortes

Publicidade