23 de abril de 2024 Atualizado 17:35

8 de Agosto de 2019 Grupo Liberal Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

EMPREGO

Região gera 3,3 mil empregos em fevereiro e tem mês mais positivo dos últimos 3 anos

Dados foram divulgados pelo Caged, nesta quarta-feira; município com melhor saldo foi Sumaré

Por Gabriel Pitor

28 de março de 2024, às 07h27 • Última atualização em 28 de março de 2024, às 08h12

“Fevereiro tradicionalmente é mês de contratação de serviços de saúde, destacou o secretário de Desenvolvimento Econômico de Americana, Rafael de Barros - Foto: Júnior Guarnieri - Liberal

A RPT (Região do Polo Têxtil) teve saldo positivo de 3,3 mil empregos em fevereiro deste ano, de acordo com dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) divulgados nesta quarta-feira (27) pelo Ministério do Trabalho e Emprego. O resultado é o melhor desde fevereiro de 2021, quando a região gerou 3,7 mil empregos.

Até então, o maior saldo tinha sido contabilizado em agosto de 2021, com 2,9 mil postos de trabalho, período que ficou marcado pela retomada da economia após a pandemia da Covid-19 e anterior ao ano eleitoral e à definição da política econômica do governo federal eleito.

O município com melhor saldo de vagas formais em fevereiro deste ano foi Sumaré, com 1.601, mais que o dobro de Americana, o segundo maior, com 749.

Na sequência, vem Santa Bárbara d’Oeste (528), Nova Odessa (321) e Hortolândia (177) – que teve um dos piores resultados desde janeiro de 2020.

📲 Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

O setor de serviços puxou o bom resultado da RPT com 2,3 mil admissões e 1,2 mil desligamentos, juntando as cinco cidades.

Isso vai ao encontro dos saldos de fevereiro de outros anos, que foram impulsionados pelo mesmo setor, também responsável por fazer com que o mês se destaque anualmente em relação aos demais.

“Fevereiro tradicionalmente é mês de contratação de serviços de saúde. É possível ver nos dados de 2024 e de 2023 que esse padrão se mantém. Faz parte da rotina anual do segmento”, destacou o secretário de Desenvolvimento Econômico de Americana, Rafael de Barros. O segmento de saúde na região gerou 1,2 mil vagas no mês passado.

Siga o LIBERAL no Instagram e fique por dentro do noticiário de Americana e região!

Industrial

O secretário ainda apontou para o resultado do setor de indústria, especialmente do têxtil que gerou 230 empregos formais na RPT, sendo 64 em Americana.

Segundo a economista do Observatório da PUC-Campinas, Eliane Rosandiski, a indústria e construção tiveram bons resultados na RMC (Região Metropolitana de Campinas).

“O serviço ser o setor mais forte da RPT pode ser explicado pela sazonalidade, ou seja, é algo específico da região. Tem também o fato desse setor oferecer vagas mais atrativas, com maior estabilidade e remuneração, até por atender ofertas das indústrias”, afirmou Eliane.

Faça parte do Club Class, um clube de vantagens exclusivo para os assinantes. Confira nossos parceiros!

“Mas considerando a Região Metropolitana de Campinas tivemos bons resultados na indústria e na construção, em alguns casos por conta de parcerias com programas públicos. No caso da RPT, é possível apontar a indústria têxtil que é forte”, completou.

A economista ainda disse que o cenário macroeconômico tem favorecido as contratações no início deste ano, já que algumas empresas apresentam alguma recuperação. Mas ela atenta que esse movimento precisa ser observado nos próximos meses.

As notícias do LIBERAL sobre Americana e região no seu e-mail, de segunda a sexta

* indica obrigatório

Publicidade