25 de junho de 2022 Atualizado 21:50

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

DIA DOS NAMORADOS

Procura por cestas e entrega de jantar dispara em floriculturas e restaurantes

Consumo proibido em restaurantes e bares impulsionou aumento no número de pedidos, dizem comerciantes

Por

11 de junho de 2020, às 09h27 • Última atualização em 11 de junho de 2020, às 10h02

Com consumo proibido em restaurantes e bares por conta da quarentena de combate à proliferação do novo coronavírus (Covid-19), a procura por cestas de flores e pratos prontos para o jantar de Dia dos Namorados disparou em floriculturas e restaurantes de Americana e Santa Bárbara d’Oeste.

Segundo a gourmand Silvana Rovina, os pedidos em seu buffet em Americana foram muito maiores neste ano. Ela preparou duas opções de prato, que contam com entradas e sobremesas.

“Ano passado nós fizemos um prato especial para o Dia Dos namorados. Comecei a divulgar ontem [terça] esses dois pratos e já tive mais encomendas do que no ano passado. A procura está maior. Aumentou bastante”, comentou Silvana.

A crise sanitária fez com que restaurantes que só atendiam presencialmente na data também adotassem opções de pratos para delivery. É o caso do Madressilva Café & Restaurante, de Americana, que apostou em fondues. Segundo o proprietário Renato La Selva, a procura impressionou.

“Como os restaurantes estão fechados, a gente investiu num formato que procurava criar uma experiência para o casal. Tivemos no cardápio um jantar que vai semi-pronto, mas precisa de uma finalização na hora. Isso cria para o casal a possibilidade de cozinhar junto, finalizar o prato”, explicou Renato.

A Estação Valentina, de Santa Bárbara d’Oeste, preparou um kit com entrada, prato principal, sobremesa e vinho. Segundo o gerente de operações, Vicente Ferreira de Souza, o Vinny, o objetivo é tentar recriar ao máximo a experiência de um jantar para o casal.

“Em todas as datas importantes, mesmo na pandemia, fazemos cardápios temáticos de grande êxito. Pelo prazo que nós tivemos [para preparar], a procura por reservas foi bem legal”, disse.

Donos de floriculturas, como Airton Sgobin, celebram procura por cestas e flores para o Dia dos Namorados – Foto: Marcelo Rocha / O Liberal

Já nas floriculturas, a busca por cestas de café da manhã ou com petiscos e vinhos liderou o interesse do público. Dono da Floricultura Girassol, de Americana, Airton Sgobin, a expectativa é de que até amanhã, Dia Dos Namorados, as vendas sejam maiores do que nos anos anteriores.

“Por conta da quarentena, as pessoas se distanciaram das lojas e quase psicologicamente acabam perdendo o hábito de comprar presentes. Então a opção fica com flores e outros mimos do que um presente de valor ainda maior. Por falta de jantares [in loco] também há muita procura pelas cestas de chocolate, café e aperitivos”, apontou Airton.

A proprietária da Konkist Flores, de Santa Bárbara d’Oeste, Sonia Farinasi, afirmou que a procura em sua floricultura já foi 40% maior do que o registrado em 2019. As cestas também são os itens mais visados..

“A procura começou praticamente no sábado passado. Geralmente começa uns dois, três dias antes. A maioria procura online, no Instagram e no WhatsApp”, contou.

Podcast Além da Capa
A pandemia do novo coronavírus completa três meses com a certeza de representar o maior desafio da carreira de gestores públicos em saúde, como é o caso dos secretários que atuam em cidades da região. Nesse episódio, o editor Bruno Moreira conversa com os responsáveis pelas pastas em Americana, Santa Bárbara e Nova Odessa sobre a experiência forjada pela crise.

Publicidade