10 de maio de 2021 Atualizado 22:43

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Exame

Mais de 100 presos da Região Metropolitana de Campinas são classificados no Enem

Resultados obtidos no exame poderão ser usados para inscrições em faculdades particulares a partir do ProUni

Por Heitor Carvalho

04 Maio 2021 às 17:04 • Última atualização 10 Maio 2021 às 14:10

Detentos de complexos prisionais que participaram do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) para PPL (Pessoas Privadas de Liberdade) receberam os resultados das provas. Segundo divulgado pela SAP (Secretaria da Administração Penitenciária) nesta terça-feira (4), 104 presos da RMC (Região Metropolitana de Campinas) foram classificados.

Presos classificados podem se inscrever no ProUni – Foto: SAP/Divulgação

Entre os detentos que tiveram média aritmética igual ou acima de 450 pontos e não zeraram a redação, 80 são do Complexo Penitenciário CampinasHortolândia, 12 são da Penitenciária Feminina de Campinas e outros 12 são do CR (Centro de Ressocialização) de Sumaré.

De acordo com a SAP, nenhum detento do CDP (Centro de Detenção Provisória) de Americana participou das provas. O número de detentos participantes foi reduzido, em razão da pandemia do novo coronavírus (Covid-19). A aplicação do exame foi realizada em fevereiro de 2021.

O LIBERAL no seu e-mail: se inscreva na nossa newsletter

Dos 1.748 presos que fizeram as provas na CRC (Coordenadoria das Unidades Prisionais da Região Central), que abrange as regiões de Campinas, Piracicaba, Sorocaba, Itapetininga, 657 pessoas foram classificadas.

Em todo o estado de São Paulo, foram 2.444 pessoas que alcançaram a média, estando assim aptas a concorrerem a uma vaga no ensino superior tanto pelo ProUni (Programa Universidade para Todos), com inscrições abertas nos dias 3 e 4 de maio, para vagas remanescentes em faculdades particulares, quanto pelo Fies (Fundo de Financiamento Estudantil).

Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

Essas mesmas notas também poderão ser usadas pelos reeducandos que desejam ingressar em universidades federais a partir do Sisu (Sistema de Seleção Unificada), no segundo semestre de 2021.

Para treinar os candidatos inscritos no Enem PPL, a SAP proporcionou um cursinho preparatório com 160 horas de aulas à distância. A medida é inédita e foi possível graças a uma parceria do Grupo de Capacitação, Aperfeiçoamento e Empregabilidade da Coordenadoria de Reintegração Social (CRSC) da Pasta com o Instituto SEB.

“Segundo um dos presos que participou do exame e cumpre pena no Centro de Progressão Penitenciária Professor Ataliba Nogueira, de Campinas, a oportunidade de participar da prova é importantíssima para ampliar o conhecimento e a aprendizagem de pessoas privadas.

Ele, que teve a identidade preservada por motivos de privacidade, contou que concluiu o ensino fundamental e o ensino médio dentro da penitenciária, além de começado a cursar uma faculdade de engenharia civil.

“Todos os reeducandos que participam do Enem devem ser valorizados, pois essa atitude incentiva a ressocialização”, concluiu.”

Publicidade