20 de setembro de 2020 Atualizado 11:47

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

BARREIRAS

Donos de academias projetam dificuldades em retomada

Decisão do governador de não acatar decreto federal inviabiliza a liberação, segundo o prefeito de Americana, Omar Najar

Por André Rossi

14 Maio 2020 às 09:07 • Última atualização 14 Maio 2020 às 10:11

Proprietários de academias ouvidos pelo LIBERAL projetam que a retomada das atividades será complicada em um cenário pós-quarentena. Um dos principais desafios será custear o funcionamento das unidades, já que é esperada uma redução no número de alunos por conta do medo de se contaminar com o novo coronavírus (Covid-19).

O proprietário das academias Body Fit de Americana, Rafael Guido, acredita que o pior cenário “ainda está por vir”. Atualmente, seus funcionários estão afastados e os gastos foram reduzidos. Quando os espaços reabrirem, a expectativa é que haja redução no número de alunos, enquanto os gastos permaneceriam os mesmos de antes da pandemia.

“Se voltar, não volta na quantidade suficiente. É igual restaurante. Vai abrir, colocando o material, mas cadê o cliente para comer? O mercado está muito estranho. É uma equação muito complicada”, comentou Rafael.

Unidade da Panobianco da Avenida Cillos, em Americana, ainda em funcionamento antes do início da quarentena – Foto: Marcelo Rocha / O Liberal_17.3.2020

Já o empresário Ewerton Carvalho Oliveira Silva, proprietário de três unidades da academia Panobianco (duas em Americana e uma em Santa Bárbara d’Oeste), contou que aguarda a definição da franquia sobre a reabertura das unidades. No momento da entrevista, os prefeitos ainda não tinham se posicionado sobre o caso.

“Não sei se seria bom ou ruim, estamos naquela incerteza. Se reabrir tem os custos fixos e não sei se vai vir os alunos de volta. A gente recebe muitas mensagens positivas, que eu até fiquei meio espantado, que o pessoal quer voltar a treinar de qualquer forma. Estou confiante de que o pessoal vai aderir, mas posso estar enganado”, ponderou Ewerton.

Podcast Além da Capa
A quarentena decretada no Estado de São Paulo para combater a proliferação da pandemia do novo coronavírus (Covid-19) completa 50 dias nesta semana. Com as restrições impostas, muitas pessoas tiveram a rotina, hábitos e até o convívio familiar alterado. Nesse episódio, o editor Bruno Moreira conversa com o repórter André Rossi, que ouviu moradores da região para entender como a pandemia mudou a dinâmica de suas vidas.

Publicidade