28 de novembro de 2020 Atualizado 21:44

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Plano São Paulo

Comércio comemora horário normal e crescimento nas vendas do Dia das Crianças

Expectativa da Acia é que a região se mantenha na fase verde para que o horário especial de final de ano seja cumprido a partir do dia 5 de dezembro

Por Marina Zanaki

14 out 2020 às 08:12

O comércio de rua de Americana retomou nesta terça-feira o horário normal de funcionamento. A região avançou para a fase verde do Plano São Paulo, e pela primeira vez desde março as lojas puderam funcionar das 9 às 18 horas.

Os shoppings também tiveram autorização para retornar ao horário normal de funcionamento. O Tivoli Shopping retomou já no último sábado, primeiro dia da vigência da fase verde, o atendimento das 10 às 22 horas. A capacidade máxima de atendimento no local é restrita a 60%.

Mario Zanini vê momento como estratégico para retomada do comércio – Foto: Marcelo Rocha / O Liberal

Ozanini Mario Rosineli, da rede de lojas Zanini, normalizou o horário de funcionamento tanto no Centro de Americana quanto no Tivoli. Ele considera que a ampliação vem em um momento estratégico.

“Se você estende o horário, estende a venda. Se fica mais tempo aberto, o pessoal compra mais. Estamos entrando no terceiro trimestre, é aquele que vende para quase seis meses do ano. No meu ramo, tem o Dia das Crianças e Natal. Agora ninguém mais pode reclamar que está sendo prejudicado pelo horário. Vamos vender, fazer promoção, trazer coisas novas e tentar repor o que perdeu lá atrás, em abril, maio e junho”, declarou o empresário ao LIBERAL.

A Acia indicou que, se a região continuar na fase verde, será possível cumprir o calendário para o horário estendido nas vendas de final de ano. A previsão é que o comércio amplie o horário de funcionamento a partir de 5 de dezembro.

Na loja Daqui Acolá, no Centro de Americana e que atua no segmento de roupas infantis e brinquedos, a sensação é que a população está com menos medo de sair de casa. A expectativa é que com os horários normalizados, haja incremento no número de pessoas que vão até o comércio. A loja, que voltará a atender até às 19 horas, lembrou que não permite aglomerações no interior.

Dia das Crianças
O horário especial do comércio no sábado para as vendas dos Dia das Crianças atingiu a expectativa dos comerciantes, principalmente entre aqueles do ramo de artigos infantis. A informação é da Acia (Associação Comercial e Industrial de Americana).

“Apesar do momento econômico instável em função da pandemia do novo coronavírus, as lojas do ramo, em geral, tiveram aumento nas vendas em comparação ao ano de 2019”, declarou a associação.

Na Zanini, a venda de brinquedos aumentou 21% em relação à data em 2019. Itens como utensílios domésticos e móveis tiveram incremento de 9% a 12% em relação às vendas de um sábado.

Para Vera Lúcia Toledo Matsui, da loja A Japonesa, o faturamento foi inferior ao de 2019, com redução no ticket médio. Contudo, diante do atual momento econômico, ela comemorou o volume de consumidores.

“O Dia das Crianças é uma data tradicional para o comércio. Esperamos que este resultado positivo seja apenas o início deste momento de retomada na economia”, disse Wagner Armbruster, presidente da Acia.

Publicidade