18 de setembro de 2020 Atualizado 14:13

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Eleição

Com fim de reforço de equipes, cartórios indicam agendamento

Tribunal Superior Eleitoral aponta que 23% do eleitorado de Hortolândia, Nova Odessa e Santa Bárbara não fizeram cadastro biométrico

Por Marina Zanaki

07 jan 2020 às 08:39

Os cartórios eleitorais voltam ao atendimento nesta terça-feira com a missão de fazer o cadastro biométrico de 80.702 eleitores em cidades da RPT (Região do Polo Têxtil). A orientação aos eleitores de Hortolândia, Nova Odessa e Santa Bárbara d’Oeste – cidades que têm biometria obrigatória – é que agendem o atendimento no site do TRE (Tribunal Regional Eleitoral) para regularização dos títulos.

Ao longo de 2019, o número de funcionários nos cartórios aumentou para o cadastro biométrico. Com o fim do prazo em 19 de dezembro, os colaboradores temporários foram dispensados. Com isso, a capacidade de atendimento reduziu drasticamente.

Foto: João Carlos Nascimento / O Liberal_19.12.2019
Cadastro biométrico em Nova Odessa, no fim de 2019: agora, o comparecimento ao cartório deve ser agendado pelo site do TRE

Analista judiciário do Cartório Eleitoral de Hortolândia, José Geraldo Vaz Rolim avalia que a unidade consegue atender diariamente até 300 pessoas. No final do ano passado, com quadro de funcionários reforçado e atendimento até as 22 horas, a capacidade chegava a 1,2 mil por dia.

O cartório da cidade também havia “emprestado” alguns servidores públicos, que retornaram a seus postos. “O eleitor tem que fazer o agendamento, e se não tiver mais disponível para janeiro, tem que esperar abrir de fevereiro. Não abrimos com muita antecedência senão o eleitor faz o agendamento e não comparece, a data fica muito longe e ele esquece”, explicou o analista.

Em Santa Bárbara, a agenda de janeiro já está lotada, mas a de fevereiro ainda não abriu. “A gente não tem capacidade de atender os que chegarem sem agendamento. Vou pedir a compreensão da população que aguarde liberar a agenda de fevereiro”, declarou a chefe do cartório do município, Arlene Grazzioli.

O comparecimento ao cartório pode ser agendado pelo site www.tre-sp.jus.br, nas abas “eleitor e eleições” e “agendamento”.

Prazo

Para votar nas eleições municipais deste ano, os eleitores dessas três cidades têm até o dia 6 de maio para regularizar o título. O prazo é definido pela Justiça Eleitoral, que limita o cadastro eleitoral a 150 dias antes do pleito – marcado para o dia 4 de outubro.

Rolim lembrou que, apesar de não estar prevista multa para o cancelamento do título, o eleitor que não votar porque está irregular com a Justiça Eleitoral será penalizado. De acordo com o TSE (Tribunal Superior Eleitoral), o valor da multa varia de R$ 1,05 a R$ 3,51 por cada turno ausente.

“Orientamos a procurar o cartório com o máximo de antecedência possível e não deixar para a última hora. No final do ano passado, teve filas que começaram a formar meia-noite para serem atendidos no dia seguinte”, lembrou o analista.

O LIBERAL procurou o Cartório Eleitoral de Nova Odessa ontem, mas as ligações não foram atendidas.

Publicidade