16 de setembro de 2021 Atualizado 22:47

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Região

Cidades da região têm índice de dengue em nível ‘satisfatório’ em julho

Índice medido pela Secretaria de Saúde de Santa Bárbara ficou em 0,1; já em Nova Odessa, o índice foi zerado

Por Marina Zanaki

23 jul 2021 às 17:02 • Última atualização 23 jul 2021 às 18:07

O Índice Breteau é considerado satisfatório quando está abaixo de 1 - Foto: Prefeitura de Santa Bárbara/Divulgação

As cidades de Santa Bárbara d’Oeste e Nova Odessa registraram Índice Breteau, que mede a infestação de dengue, considerado satisfatório no mês de julho. Ele é calculado a partir do ADL (Análise de Densidade Larvária), que considera a quantidade de larvas encontradas em casas visitadas.

Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

O Índice Breteau é considerado satisfatório quando está abaixo de 1. Entre 1 e 4, está em alerta. Acima de 4, há risco de surto de dengue. Geralmente, ele é realizado nos meses de janeiro, julho e outubro.

O índice medido pela Secretaria de Saúde de Santa Bárbara ficou em 0,1. Em abril, havia sido de 0,5.

“O combate ao mosquito Aedes aegypti segue de forma ininterrupta em Santa Bárbara d’Oeste. Durante a semana as equipes realizam visitas casa a casa, serviços de nebulização e avaliação de densidade larvária. Durante as atividades, os agentes têm adotado todos os cuidados necessários às medidas de prevenção relacionadas ao coronavírus (Covid-19), inclusive não entrando em imóveis que tenham pessoas acima de 60 anos – neste caso orientam pelo portão”, destacou a prefeitura.

Santa Bárbara d’Oeste divulgou, no dia 15 de julho, que os casos de dengue caíram 65% este ano na comparação com o mesmo período de 2020.

Já em Nova Odessa, o ADL foi zerado. No levantamento anterior, em janeiro, havia sido apurado o Índice Breteau de 0,3.

“O ALD foi realizado agora no mês de julho, onde foram visitados 580 imóveis, abertos, em todo município. Devido o trabalho que este setor realiza diariamente, com retirada dos criadouros, não foram encontradas larvas, portanto o índice foi zero”, comemorou a veterinária Paula Faciulli, do Setor de Zoonoses.

O LIBERAL no seu e-mail: se inscreva na nossa newsletter

APURAÇÃO
A Prefeitura de Hortolândia divulgou que finalizou o levantamento de densidade larvária no município, e a divulgação do índice será realizada na próxima semana. Foram visitados 3 mil imóveis nos últimos dias, escolhidos por meio de sorteios dos quarteirões a serem visitados. Em janeiro, Hortolândia apurou índice de 3,9, considerado alto e próximo do risco de surto.

Americana e Sumaré foram procuradas, mas não informaram se já apuraram o Índice Breteau em julho.

Publicidade