13 de agosto de 2022 Atualizado 22:03

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Região

Censo começa com metade dos recenseadores previstos para a região

Falta preencher 57,4% das vagas nas cidades da RPT; coordenador prevê número completo na próxima semana

Por Maria Eduarda Gazzetta

05 de agosto de 2022, às 07h40

A coleta de dados do Censo Demográfico do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) começou na última segunda-feira com metade dos recenseadores na RPT (Região do Polo Têxtil).

De 868 profissionais previstos no edital, que poderiam trabalhar nas pesquisas, 369 ocuparam o cargo, ou seja, falta preencher 57,4% do quadro de recenseadores para os cinco municípios.

Em Nova Odessa, o município deu início à coleta de dados com 15 recenseadores. No entanto, 38 pessoas precisam ser convocadas pelo órgão.

Americana, Santa Bárbara d’Oeste e Nova Odessa devem ter 180 mil casas visitadas – Foto: Junior Guarnieri / LIBERAL

Em Americana ainda estão disponíveis 145 vagas. De acordo com o coordenador de área, Elioenai Wilcesky Tosini Neves, faltam 73 profissionais para completar os 218 previstos no edital. Já em Santa Bárbara d’Oeste, 94 recenseadores já estão em coleta de dados. Para preencher todas as vagas abertas, faltam ser chamados 74.

Apesar dos números estarem abaixo do esperado, as vagas abertas devem ser completadas até o começo da próxima semana, segundo Elioenai.

“Os registros foram encerrados na quarta-feira [3] com mais inscrições do que a quantidade de vagas previstas. O resultado definitivo de classificados tem data de divulgação no próximo dia 15 no site do IBGE. Nos dias seguintes, os candidatos devem ficar atentos ao telefone e e-mail informados para convocação ao treinamento presencial classificatório e eliminatório”, comenta o coordenador responsável por Americana, Santa Bárbara e Nova Odessa.

Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

Em Sumaré e Hortolândia, o trabalho também começou com números abaixo do esperado. No primeiro município foram contratados 95 profissionais e há vagas para 147.

Em Hortolândia, 92 recenseadores já estão trabalhando, mas 95 ainda devem ser contratados, o que deve acontecer nos próximos dias, segundo o coordenador da área, Alan Henrique de Souza.

VISITAS. Em Americana, Santa Bárbara e Nova Odessa, a coordenação estima que aproximadamente 180 mil domicílios sejam visitados pelos recenseadores. “Cada profissional deve visitar todas as unidades do setor pelo qual é responsável. Em média, cada setor possui por volta de 250 unidades.”

Já na área de Sumaré e Hortolândia, os recenseadores precisam coletar dados de aproximadamente 173 mil residências.

Publicidade