29 de maio de 2020 Atualizado 19:54

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Covid-19

Americana e Sumaré antecipam férias escolares

Na rede americanense, recesso que geralmente ocorre em julho terá início na próxima segunda-feira

Por George Aravanis

08 abr 2020 às 08:43 • Última atualização 08 abr 2020 às 12:05

As prefeituras de Americana e Sumaré anteciparam as férias escolares de julho em virtude da pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Em Americana, o recesso começa na próxima segunda-feira e vai até o dia 27. Em Sumaré, teve início nesta terça-feira e segue até o dia 20.

Com a mudança, os alunos devem ter aulas em julho, se a situação da pandemia permitir, segundo a assessoria de imprensa da Prefeitura de Americana.

A expectativa, de acordo com a Secretaria de Educação, é de que, “em breve”, dependendo da evolução da pandemia”, as escolas já estejam funcionando e os alunos voltem às aulas presenciais, “inclusive no mês de julho, já que as férias foram usufruídas antecipadamente.”

As férias se estendem também aos servidores de apoio da educação, como serventes e escriturários. Cerca de 1,6 mil funcionários entrarão em férias – deste total, 900 são professores.

Segundo a prefeitura, atualmente os professores e coordenadores estão trabalhando com o envio de material de estudos e atividades para os estudantes fazerem em casa.

Ainda não há definição sobre reposição de aulas, de acordo com a Secretaria de Educação. “Estamos analisando vários cenários. Mas são hipóteses que dependem da evolução da pandemia. Uma decisão só será possível quando as determinações de isolamento social puderem ser relaxadas ou suprimidas”, afirmou a secretária de Educação, Evelene Ponce Medina, por meio da assessoria de imprensa do governo municipal.

Presidente do Sindicato dos Servidores, Toninho Forti disse que os profissionais deveriam ter sido consultados. “Colocaríamos para os interessados se manifestarem através de assembleia.”

Em Sumaré, a prefeitura informou que as férias antecipadas foram concedidas a 1.294 funcionários, entre professores, coordenadores e orientadores. No dia 20, será avaliada a necessidade de prorrogação do período de recesso.

Na cidade, as escolas também mantinham atividades à distância, de acordo com a prefeitura. A assessoria de imprensa da administração informou que as tarefas preparadas pelos educadores continuam à disposição para acesso remoto dos alunos por meio do site www.academicitl.com.br.

Em Americana e Sumaré, assim como no restante da rede pública e privada, as aulas presenciais estão suspensas desde o dia 23 de março para conter a disseminação do novo coronavírus.

Em todo Estado, as aulas estão suspensas ao menos até dia 22 de abril, quando acaba a segunda fase da quarentena decretada pelo governo.

Na rede particular, o Instituto Educacional de Americana também antecipou 15 dias das férias de julho. O recesso começa na segunda. Outras escolas já fizeram o mesmo.