30 de setembro de 2020 Atualizado 15:03

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Separação

Americana e Santa Bárbara registram disparada de divórcios

Cidades tiveram 24 casos em junho, número 4 vezes maior do que no mês anterior

Por Rodrigo Alonso

24 jul 2020 às 08:05 • Última atualização 24 jul 2020 às 13:48

Americana e Santa Bárbara d’Oeste tiveram 24 divórcios em junho, quatro vezes mais do que no mês anterior, quando as duas cidades registraram um total de seis casos.

A alta foi constatada em levantamento feito pelo LIBERAL, com base em informações do Colégio Notarial do Brasil, seção São Paulo.

Cartório da Sete de Setembro: em Americana, o número de divórcios saltou de cinco, em maio, para 16, em junho – Foto: Marcelo Rocha / O Liberal

Segundo Debora Ghelman, advogada especializada em Direito da Família, o número subiu, principalmente, devido ao aumento da convivência entre casais neste período de quarentena.

“Muitos casamentos já estavam fracassados, já estavam em crise. E esse aumento da convivência aumentou o estresse entre as pessoas. As pessoas ficaram mais estressadas principalmente pela questão financeira. Muito casais tiveram diminuição na renda. Isso também aumentou o conflito entre eles”, disse.

O boom de divórcios também coincide com a autorização nacional para que os cartórios possam realizar o procedimento pela internet. “Isso facilita bastante”, afirmou Debora.

Essa permissão está prevista no provimento 100/2020 da CNJ (Corregedoria Nacional de Justiça), que entrou em vigor no dia 26 de maio.

A flexibilização da quarentena no Estado, iniciada em 1º de junho, é outro fator que motivou esse cenário, de acordo com a advogada. “Está facilitando para que as pessoas saiam de casa, fiquem mais seguras para procurar outro lugar para poder viver”, apontou nesta quinta.

Em Americana, o número de divórcios saltou de cinco, em maio, para 16, em junho. Em Santa Bárbara, a alta foi de um para oito. A quantidade também aumentou na comparação com junho do ano passado, quando foram registrados nove casos em Americana e seis em Santa Bárbara.

Em contrapartida, o primeiro semestre deste ano teve menos divórcios do que o mesmo período de 2019. Entre janeiro e junho deste ano, houve 61 casos em Americana e 32 em Santa Bárbara. Na primeira metade de 2019, Americana contabilizou 78 e Santa Bárbara, 35.

“Antes mesmo da pandemia, o número de casamentos que terminavam em divórcio já estava aumentando bastante. A cada três casamentos, um terminava em divórcio. Essa era a estatística antes da pandemia”, comentou Debora, autora do e-book “Como fazer um divórcio humanizado”.

Podcast Além da Capa
Nem mesmo a regressão de Americana e região para a fase vermelha do Plano São Paulo é capaz de resolver o problema da lotação de ônibus do transporte público em horários de pico. A teoria de que menos gente estaria em circulação não se confirma na prática. Nesse episódio, o editor Bruno Moreira conversa com o repórter Leonardo Oliveira e apresenta reflexos regionais desse assunto.

Publicidade