16 de abril de 2024 Atualizado 23:01

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

INFORME PUBLICITÁRIO

Suzano: Produção por meio do manejo sustentável

Empresa planta e preserva árvores nativas em aproximadamente 40% de suas áreas

Por Informe publicitário

23 de dezembro de 2023, às 08h58 • Última atualização em 23 de dezembro de 2023, às 11h03

No Brasil, o papel, seja para uso higiênico, impressão, ou na confecção de embalagens e de diversos outros produtos do nosso dia a dia, é produzido a partir de polpa de celulose, tendo como matéria-prima espécies específicas como Pínus ou Eucalipto.

Floresta restaurada com plantação de eucalipto em Salesópolis – Foto: Sergio Zacchi (2016)

De acordo com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), 100% das árvores utilizadas para a produção da celulose no Brasil são plantadas exclusivamente para esse fim, promovendo a conservação da biodiversidade e preservando assim as florestas nativas.

Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

No caso da Suzano, referência global na fabricação de bioprodutos desenvolvidos a partir do cultivo de eucalipto, a empresa planta e preserva árvores nativas em aproximadamente 40% de suas áreas, conservando a biodiversidade, o solo e os rios.

O papel produzido pela Suzano é feito a partir de florestas plantadas – Foto: Fernando Cavalcanti

Os plantios e áreas de conservação da Suzano são um ativo valioso, tanto para a empresa quanto para o mundo, pois capturam e mantêm estocados milhões de toneladas de CO2 da atmosfera.

Siga o LIBERAL no Instagram e fique por dentro do noticiário de Americana e região.

De 2020 a 2022, a empresa removeu um acumulado de 22 milhões de toneladas da atmosfera, ajudando a diminuir os efeitos das mudanças climáticas e a conservar os serviços ambientais importantes para a sociedade, como o acesso à água, ar puro e a polinização.

Na última década, a empresa detectou um aumento de 5% da vegetação nativa em suas áreas nos biomas Cerrado, Mata Atlântica e Amazônico.

Imagem da Unidade da Suzano em Limeira (SP) – Foto: Fernando Cavalcanti

Além disso, na Suzano, os plantios são feitos em mosaico, ou seja, intercalando o plantio de Eucalipto com as florestas nativas e, assim, protege nascentes, rios e áreas úmidas, conectando populações de animais selvagens e plantas brasileiras por meio de corredores ecológicos.

Faça parte do Club Class, um clube de vantagens exclusivo para os assinantes. Confira nossos parceiros!

Como qualquer planta, o eucalipto precisa de água para sobreviver e utiliza em seu desenvolvimento quantidades de água semelhantes às das florestas nativas de Mata Atlântica e do Cerrado.

O manejo sustentável das áreas plantadas de eucalipto contribui para a recuperação de áreas degradadas, assim como para a preservação e crescimento de vegetação nativa em áreas de conservação.

Floresta restaurada junto com plantação de eucalipto Fazenda Itapanhau em Biritiba Mirim (SP) – Foto: Sergio Zacchi

As folhas, galhos, cascas e raízes de eucalipto são mantidas no solo e se transformam em matéria orgânica que é fonte de alimento para insetos, fungos e outros organismos. Esse processo contribui para a manutenção dos nutrientes do solo, além de protegê-lo contra a erosão.

Atualmente, a Suzano conserva 1 milhão de hectares de áreas de vegetação
nativa no Brasil.

Publicidade