24 de Maio de 2020 Atualizado 14:52

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Covid-19

Vigilância alerta para aglomerações em supermercados de Nova Odessa

Ministério da Saúde não limita o número de pessoas dentro dos estabelecimentos, mas recomenda que população evite aglomerações

Por Natalia Velosa

08 abr 2020 às 18:08 • Última atualização 08 abr 2020 às 20:32

Nesta terça-feira (7), a Vigilância Sanitária de Nova Odessa aprovou medidas preventivas adotadas pelos lojistas, seguindo orientações do Ministério da Saúde, para evitar a disseminação do novo coronavírus (Covid-19) na cidade. No entanto, os fiscais manifestaram preocupação em relação à postura de parte da população, que não tem seguido as orientações das autoridades sanitárias sobre evitar aglomeração.

Clique aqui e se inscreva no nosso canal do Telegram e receba as notícias no seu celular!

O Ministério da Saúde pede que os estabelecimentos reforcem a limpeza de todas as áreas comuns, mantenham os ambientes ventilados e arejados e evitem campanhas que promovam aglomerações de pessoas nas lojas.

Foto: Prefeitura de Nova Odessa
Vigilância fiscalizou mercados, quitandas, açougues e demais estabelecimentos que atuam na venda de alimentos

“Temos visto famílias inteiras nos supermercados, com crianças e idosos. Recomendamos que só um membro da família vá às compras, deixe idosos e crianças em casa e só saia em caso de real necessidade; não para comprar um único item”, explicou a coordenadora da Vigilância Sanitária do município, Renata Lacerda.

Além dos supermercados, foram visitados pequenos mercados, mercearias, quitandas, varejões, açougues e demais estabelecimentos que atuam no comércio de alimentos. Segundo a Vigilância, as seguintes medidas adotas foram pelos lojistas: sinalização de solo para que seja observada a distância de um metro entre consumidores na fila, higienização de cestas e carrinhos, disponibilização de álcool em gel para os clientes e instalação de barreiras nos caixas para proteger funcionários e consumidores do eventual lançamento de gotículas.

A coordenadora do órgão afirmou que os lojistas estão fazendo a parte dele, mas que agora falta a população se conscientizar e se comportar corretamente. Não há uma determinação específica que limite o número de pessoas dentro dos estabelecimentos.

Além da capa

Desde o início da pandemia do novo coronavírus, o Ministério Público do Trabalho da 15ª Região, que atende 599 municípios do interior de São Paulo, incluindo a RPT (Região do Polo Têxtil), já recebeu 490 denúncias de irregularidades trabalhistas relativas à Covid-19. O Além da Capa aborda o assunto nesta quarta-feira.

{{1}}

* Estagiária Natalia Velosa, sob supervisão de Talita Bristotti