Pesquisa foi destruída pelo fogo no Instituto de Zootecnia

Um dos locais atingidos pelo fogo no instituto em Nova Odessa era dedicado a um estudo para otimizar propriedades agropecuárias com árvores em pasto


Uma área com tamanho equivalente a 80 campos de futebol foi destruída após um incêndio de grandes proporções no IZ (Instituto de Zootecnia) de Nova Odessa entre a noite de quinta-feira (12) e a tarde desta sexta (13). O fogo também acabou com uma pesquisa de quatro anos na área de sistemas integrados de produção agropecuária.

O incêndio teve início na noite de quinta, com equipes do Corpo de Bombeiros de Americana e Nova Odessa atuando durante a madrugada desta sexta. Funcionários do Instituto conseguiram controlar as chamas na tarde de ontem, mas havia pequenos focos de incêndio, de acordo com a Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo.

Os diversos focos de fogo no terreno dificultaram a contenção de danos, ocasionando a perda de uma pesquisa que o instituo realizava desde 2015 para otimizar as propriedades agropecuárias por meio da plantação de árvores no pasto.

No estudo eram colocados numa área de 80 hectares pasto, animais e árvores para detectar como o animal reagia ao ambiente, com mais sombra devido à presença das árvores. “Com o incêndio a gente perdeu toda a área de pastagem, queimou muitas árvores”, afirmou a zootecnista e pesquisadora científica do IZ, Cristina Maria Pacheco Barbosa. Nenhum bovino ficou ferido.

Foto: João Carlos Nascimento-O Liberal (4)
Incêndio causou grande destruição no IZ de NOva Odessa

Foram plantadas na área as árvores com madeira do tipo “Mogno Africano”, uma das mais nobres cultivadas no Brasil – elas chegavam a quatro metros de altura.

Cada hectare plantado pode obter 193 m³ de madeira serrada, a um valor de mercado de cerca de R$ 4.620,00, segundo o IBF (Instituto Brasileiro de Florestas). “Todos os animais utilizados na pesquisa foram alocados em outro espaço, no entanto, a pastagem, bem como os mognos africanos, queimaram”, disse a secretaria.

Foto: João Carlos Nascimento-O Liberal (6)
Incêndio causou grande destruição no IZ de NOva Odessa

A quantidade de troncos afetados não foi informada, pois o foco, no primeiro momento, era o combate as chamas. O segundo passo é contabilizar as perdas antes de traçar algum plano de recuperação, segundo a pesquisadora. São, pelo menos, três anos para recuperar as árvores que não “morreram”.

O espaço seria mostrado a produtores agropecuários em um evento marcado para o fim deste ano, que deve ser cancelado após a área ser afetada. As informações coletadas pela pesquisa até o momento não foram prejudicadas, embora a colheita de novas informações esteja comprometida até que o pasto seja reconstruído.

Foto: João Carlos Nascimento-O Liberal (8)
Incêndio causou grande destruição no IZ de NOva Odessa

Um boletim de ocorrência foi registrado pela administração do Instituto de Zootecnia na tarde desta sexta. “Os dados dessas pesquisas atingem toda a agropecuária pequena e média do Estado e do País. Tem potencial para chegar em muitos lugares”, completa Cristina.

Ainda não é possível identificar o que teria causado o incêndio. Uma perícia da Defesa Civil deve ser realizada, ainda em prazo a ser definido, para determinar se foi ato criminoso.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora