26 de maio de 2024 Atualizado 10:00

Notícias em Americana e região

8 de Agosto de 2019 Grupo Liberal Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Nova Odessa

Morre bebê de jovem grávida que foi baleada em Nova Odessa

Mãe passou por parto de emergência há uma semana, depois de ter sido alvo de disparos por engano

Por Paula Nacasaki

09 de maio de 2024, às 17h30

Acusado fugiu do local deixando a arma para trás - Foto: Divulgação_GCM

Morreu na noite desta quarta-feira (8) o bebê recém-nascido, filho da jovem que foi baleada em Nova Odessa no último dia 2 pelo ex-namorado da amiga. Mãe e bebê estavam internados desde o dia do crime em estado gravíssimo no HES (Hospital Estadual Sumaré). A mulher continua internada. A informação foi divulgada pelo pai da criança em sua rede social e confirmada com a Polícia Civil.

A jovem de 22 anos, com 38 semanas de gestação, foi atingida por tiros em frente a sua casa, na Rua Emília Pelisson Fadel, no bairro São Manoel. Ela estava com a amiga e o marido no momento dos disparos. O autor dos tiros confessou o crime e disse que queria apenas assustar a ex, não percebendo que existiam outras pessoas próximas. Ele foi preso em flagrante.

📲 Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

Inicialmente a gestante foi atendida no Hospital Municipal Dr. Acílio Carreon Garcia, em Nova Odessa, e depois transferida o Hospital Estadual Sumaré.

O HES informou no dia do crime que a jovem tinha dado entrada em estado gravíssimo na unidade, decorrente de um choque hemorrágico. Foi necessário realizar uma cesárea de urgência e o recém-nascido foi para a UTI neonatal. Depois de seis dias internado, ele não resistiu. O sepultamento aconteceu nesta quinta-feira (9), no Cemitério Municipal de Nova Odessa.

Crime

A jovem estava em frente a sua casa com a amiga e o marido no último dia 2, na Rua Emília Pelisson Fadel, quando, por volta de 5h30, o ex-namorado da amiga desceu da motocicleta e começou a atirar. Após os disparos, o marido da vítima entrou em luta corporal com o atirador, que fugiu na moto, deixando para trás a arma – um rifle – e o capacete.

O autor dos disparos chegou a procurar a delegacia do município, com a intenção de registrar um boletim por agressão, mas foi orientado pelos policiais a procurar primeiro um hospital para tratar a lesão e, em seguida, voltar à delegacia para registro.

O suspeito então procurou a mesma unidade em que a vítima foi internada, onde foi detido pelos guardas municipais e encaminhado novamente para Delegacia de Nova Odessa.

Na data ele foi autuado em flagrante por tentativa de feminicídio e conforme apurou o LIBERAL com a Polícia Civil, ele deverá responder também por homicídio, no caso do recém-nascido.

As notícias do LIBERAL sobre Americana e região no seu e-mail, de segunda a sexta

* indica obrigatório

Publicidade