Escolas estaduais de Nova Odessa terão período integral

Comunidades escolares aprovaram a mudança e estudos técnicos indicaram que as unidades possuem capacidade para o formato; 1.310 alunos serão atingidos


Foto: Marcelo Rocha / O Liberal
A Escola Professora Dorti Zambello Calil será uma das que terá ensino integral em 2020

A Secretaria de Educação do Estado de São Paulo confirmou nesta sexta-feira que duas escolas de Nova Odessa serão contempladas com o PEI (Programa de Ensino Integral) em 2020: Silvania Aparecida Santos, no Santa Luiza, e Dorti Zambello Calil, no Bela Vista. A cidade era a única da RPT (Região do Polo Têxtil) que não contava com escolas de período integral.

As comunidades escolares aprovaram a mudança e estudos técnicos indicaram que as unidades possuem capacidade para o formato. Ao todo, 1.310 alunos estudam nas duas escolas. A mudança era revindicada pelo Governo Bill (PSDB) desde o início do ano.

De acordo com a Diretoria de Ensino de Americana, nenhuma das escolas indicadas para o programa nas cidades de Americana e Santa Bárbara d’Oeste foram contempladas para o ano que vem. O LIBERAL questionou o Estado se alguma instituição de Hortolândia e Sumaré foi selecionada, mas não houve resposta até o fechamento desta edição.

EXPANSÃO. Ao todo, 247 escolas estaduais foram selecionadas para integrarem o programa em 2020, elevando para 664 o número de unidades de período integral no Estado. O investimento é de aproximadamente R$ 321 milhões.

Todas as escolhidas obedecem a critérios estabelecidos pela Secretaria da Educação, como ter mais de 12 salas de aulas e avaliação do grau de vulnerabilidade socioeconômica das comunidades atendidas pelas escolas.

“Faz toda a diferença o regime de dedicação exclusiva de 40 horas semanais em uma única escola para o professor, melhorando a qualidade das condições de trabalho docente”, disse o secretário estadual de Educação, Rossieli Soares.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora