11 de agosto de 2020 Atualizado 19:16

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Hortolândia

Procon multa comércios por descumprimento de regras sanitárias e preços abusivos

Até o fim do mês passado, estabelecimentos em Hortolândia ainda não haviam sido multados

Por Leonardo Oliveira

17 jun 2020 às 16:35

O Procon de Hortolândia multou oito comércios nas últimas semanas por descumprirem as ordens sanitárias, bem como aqueles que aumentaram os preços de maneira injustificada durante a pandemia do novo coronavírus (Covid-19)

Funcionários do Procon fiscalizando estabelecimento – Foto: Prefeitura de Hortolândia/Divulgação

No dia 22 de maio, o LIBERAL mostrou que, até aquela data, as cinco cidades da RPT (Região do Polo Têxtil), ainda não haviam aplicado multas às lojas que apresentaram irregularidades. A postura era somente a de orientar. A justificativa das prefeituras era de que somente em caso de reincidência qualquer penalização seria dada.

Nesta terça-feira (16), Hortolândia divulgou os primeiros casos em que emitiu multas aos proprietários. Segundo a administração, foram fiscalizados 155 estabelecimentos. A maior parte das ações foi realizada em supermercados (55), farmácias (54) e depósito de gás (34).

Duas escolas, seis lojas de departamento, dois açougues e quatro padarias ainda foram orientados pelo Procon.

De acordo com a diretora do órgão, Ana Paula Portugal Ferreira, foram multados oito estabelecimentos, quatro destes por desobediência às notificações do órgão e quatro por aumento injustificado de preço. Em virtude da suspensão do atendimento presencial, o órgão realizou 349 atendimentos via WhatsApp.

Para fazer uma denúncia, basta entrar em contato com o Procon pelos telefones (19) 3819-1024, (19) 3965-1400, ramais 7034 e 7035, (19) 99979-5162 e (19) 99635-4208, sendo estes dois últimos números também de WhatsApp, ou pelo e-mail procon@hortolandia.sp.gov.br. O atendimento é de segunda a sexta-feira, das 9h às 15h.