02 de dezembro de 2021 Atualizado 07:18

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Covid-19

Hortolândia começa a convocar servidores para comprovar vacinação

No início do mês, prefeitura publicou decreto tornando obrigatória a imunização entre servidores

Por Redação

27 ago 2021 às 17:46

A Prefeitura de Hortolândia publicou na tarde desta quinta-feira (26) a ordem de serviço 003/2021, da Secretaria de Administração e Gestão de Pessoal, que traz os procedimentos para a entrega da comprovação da imunização contra o novo coronavírus (Covid-19) pelos servidores municipais.

A medida, disponível na edição 1298 do Diário Oficial Eletrônico do município, complementa o decreto Nº 4.853, de 12/08, que “dispõe sobre a compulsoriedade da imunização por meio da vacinação contra o coronavírus”, informando sobre o início da convocação para que cada servidor comprove junto à secretaria em que trabalha em que etapa está sua imunização.

70% dos 4.821 servidores da Prefeitura já tomaram pelo menos a 1ª dose da vacina – Foto: Divulgação / Prefeitura de Hortolândia

A partir de dados fornecidos pela Secretaria Municipal de Saúde, a administração municipal concluiu o levantamento inicial dos servidores imunizados até agosto. Os números são preliminares, uma vez que só dizem respeito àqueles que moram no município e aqui se imunizaram.

Ficaram de fora os casos de servidores que moram em outros municípios da região, como Campinas, Monte Mor, Sumaré ou Santa Bárbara d’Oeste, e lá se vacinaram. 

Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

Estes números mostram que 70% dos 4.821 servidores da prefeitura já tomaram pelo menos a 1ª dose da vacina, 1.788 já estão com a imunização concluída e 1.439 estão com a 2ª dose agendada, porém há 1.403 sem registro de vacinação, muito provavelmente porque moram em outras cidades, enquanto 191 estão com a segunda dose em atraso.

A partir de agora, em data determinada na própria notificação, o servidor precisará apresentar o comprovante de imunização diretamente na unidade de Gestão de Pessoal da Secretaria em que trabalha. Caberá a estas equipes monitorar a entrega dos comprovantes de imunização. Finalizado o processo, ou seja, com a imunização completa do servidor, os documentos serão enviados à Divisão de Saúde Ocupacional e Segurança do Trabalho para registro e arquivo em prontuário.

O servidor que não cumprir com a determinação da entrega do comprovante de imunização até a data estipulada na notificação terá o nome “enviado ao Departamento de Gestão de Pessoal para autuação de processo junto ao Protocolo, com posterior encaminhamento ao Departamento de Processos Disciplinares, da Secretaria de Assuntos Jurídicos, para apuração dos fatos.”

O Ivan Maia está sempre Virando a Chave e quer te ajudar a fazer o mesmo em seu blog no LIBERAL.

Em geral, a medida foi bem-recebida pelos servidores. “A prefeitura, fazendo isso, está pensando no coletivo, no bem-estar e na segurança de todos, zelando pela vida. Quem não toma a vacina está colocando em risco não só a própria vida como a de todos”, pondera a professora Carla Borrego Varani, servidora da Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia.

Publicidade