15 de abril de 2024 Atualizado 23:49

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

NOTÍCIAS QUE INSPIRAM

Em Americana, luta pela saúde da filha cruza caminhos de cantor com a dupla Zé Neto & Cristiano

Cantor de Americana que largou tudo para cuidar da filha doente ganhou produção de música assinada por dupla sertaneja

Por Jucimara Lima

04 de fevereiro de 2024, às 07h39 • Última atualização em 04 de fevereiro de 2024, às 07h41

Casar, ter filhos, comprar um carro, fazer sucesso profissionalmente, todas essas realizações são sonhos comuns na vida da maioria das pessoas. Com o músico americanense Emerson Rosa, de 32 anos, não era diferente, até que um problema de saúde acometeu sua filha Ivy, que com pouco mais de 2 meses de vida teve duas paradas cardiorrespiratórias.

Atualmente, Emerson e a esposa Kery, de 33 anos, vivem em função da garotinha, que tem um ano e meio e necessita de uma UTI domiciliar para sobreviver. Por conta do estado de saúde de Ivy, ambos precisaram abandonar seus respectivos trabalhos.

📲 Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

“Não é só uma questão de olhar. Nossa presença atenta às intercorrências que possam acontecer é para ela não morrer”, explica a mãe.

De acordo com o casal, ao longo do último ano, cerca de 50 enfermeiros já passaram pela casa, rotatividade que gera dificuldades. “A gente não pode sair, precisamos estar sempre revezando, inclusive para dormir”, pontua Emerson.

Além disso, a casa alugada precisou passar por uma série de adaptações. Foram mudanças necessárias para que a filha corresse menos riscos. Sem recursos financeiros para arcarem sozinhos com a reforma, as obras foram custeadas por rifas, além de uma vaquinha online, ativa até hoje.

Kery e Emerson com a filha Ivy: dedicação total – Foto: Marcelo Rocha/Liberal

Afastado dos palcos, Emerson faz bico como Uber, contudo, como não consegue trabalhar muitas horas, o dinheiro que ganha não é suficiente para suprir os gastos. “Nosso orçamento mais que dobrou”, explica.

Ivy nasceu no dia 30 de julho de 2022. Apesar de não planejarem a gravidez, a chegada da primeira filha foi um momento muito feliz para o casal. “Sentíamos que a nossa família estava completa”, comentam.

Na época, após alguns problemas financeiros, eles estavam reestruturando a vida. Apaixonado por música desde criança, Emerson começou cantando em igreja e, mesmo fã de música sertaneja, nunca tinha pensado em trabalhar na área.

“Cantava em casa, nos churrascos de família e entre amigos”. Em 2018, decidiu arriscar uma carreira e, apesar de estar iniciando, teve conquistas significativas.

Paradas cardiorrespiratórias

Após o nascimento de Ivy, durante dois meses a vida deles parecia estar perfeita. Emerson mantinha a rotina de shows, enquanto Kery estava curtindo a licença maternidade, até que um dia, uma febre inesperada levou a garotinha para o hospital. Com o diagnóstico de infecção urinária e algumas outras alterações no sangue, em pouco tempo Ivy foi parar na UTI, onde sofreu a primeira parada cardiorrespiratória.

Siga o LIBERAL no Instagram e fique por dentro do noticiário de Americana e região!

“Durante 30 minutos eles ficaram reanimando ela. Depois, foi intubada. Durante três dias, a gente ficou indo e vindo de casa para o hospital, sem saber se ela sobreviveria, e no terceiro dia, ela foi extubada e acordou chupando chupeta.”

Assim, contrariando todos os prognósticos, Ivy parecia bem. “Os médicos diziam que era um milagre. Infelizmente, pouco antes de receber alta, aconteceu novamente, mais uma parada de 30 minutos e dessa vez ficaram todas as sequelas esperadas.”

O casal compara esse período a uma tortura. “Nunca mais nos recuperamos desses 60 dias que passamos sem saber o que aconteceria. A sensação que tínhamos era de que a gente estava morrendo queimado, de tanta dor.”

Para eles, por pouco a filha não partiu. “Sentíamos que os médicos começaram a nos rodear, para falar sobre desligar os aparelhos, porque ela não reagia. Até que nos últimos dias, ela mexeu a mãozinha.”

Em dezembro de 2022, Emerson e Kery voltaram para casa com a filha, contudo, não sabem até hoje o que de fato aconteceu.

“Recebemos alta, sem um diagnóstico final. Só sabemos que ela não tem problema de coração, que a saúde do corpinho é perfeita, mas que ela tem pouca função cerebral, mas não sabemos a extensão dos danos, apesar de os médicos terem deixado claro que o estado dela seria quase vegetativo,” explica o pai.
Apesar disto, para o casal, a filha apresenta pequenas melhoras.

“Às vezes, a gente fala com ela, e ela mexe um pouquinho só a cabeça. A Kery gosta de pensar que ela ouve, reage e quer falar.”

Segundo Emerson, eles desenvolveram uma maneira de se comunicar com a filha. “Quando a gente vai mexer com ela, ela espreguiça, aí a gente brinca, tá com preguiça, mas só dorme. É uma maneira que encontramos de tentar criar um ambiente melhor.”

Faça parte do Club Class, um clube de vantagens exclusivo para os assinantes. Confira nossos parceiros!

Antes do ocorrido, em paralelo com o trabalho artístico, Emerson sempre compartilhou com a esposa o sonho de trabalhar com internet. Para isso, costumavam produzir conteúdos relacionado ao cotidiano. Assim, quando ela engravidou, a gestação de Ivy passou a ser pauta nas redes sociais, até que um dia, um vídeo deles viralizou no TikTok.

Todo mês Ivy passa por uma sessão de fotos temática; pais promovem a ação na esperança de que um dia ela possa ver – Foto: Arquivo pessoal

“Sempre tivemos moto e eu fiz uma surpresa para a Kery, comprei um carro e gravei a entrega de quando cheguei com presente. Esse vídeo estourou e teve mais de 12 milhões de visualizações”, conta Emerson.
Com essa experiência, ganharam muitos seguidores. “Se a gente fica sem postar, o pessoal cobra”, comenta.

Depois, quando Ivy adoeceu, houve correntes de oração por todo Brasil. “Mais do que nunca, percebi que se a gente precisaria ficar em casa, talvez o trabalho com a internet seria nossa única alternativa”, justifica Emerson, que confessa muitas vezes produzir conteúdo, apenas pelo engajamento.

“Tive depressão, às vezes sumo, a vontade é de me afundar no sofá, mas aí lembro que preciso fazer esse trabalho dar certo.”

#AcordaIvy

Cientes da gravidade do quadro médico da filha, o casal tem fé de que ela possa reagir, como pedem na hashtag #acordaivy.

“Sempre tivemos fé e foi essa fé que nos moveu até aqui. A situação é desesperadora, a insegurança é grande, porque por mais que você tenha fé, você não sabe o que pode acontecer, mas se me perguntar se acredito que minha filha vá melhorar, eu creio, contudo, esse acordar, não significa que ela vá ter uma vida normal”, reflete.

Para a mãe, a filha de alguma maneira entende a dedicação deles. “Ela não tem movimento dos olhinhos, nem do corpinho, é bem durinha, mas às vezes quando a gente fala, parece que tem alguma reação.”
Música para Ivy. Pouco antes de a filha completar o primeiro ano de vida, Emerson fez uma música para Ivy e, com a ajuda de alguns amigos, produziu a canção e gravou um clipe.

“Todo artista, quando tem um filho, quer fazer uma canção. A princípio, fiquei triste, porque justo a minha música teria que ser nesse contexto, mas aí coloquei todo meu coração na letra e ficou bem bonita.”

Zé Neto & Cristiano

Recentemente, o casal viveu um pequeno momento de felicidade quando a história da família chegou aos ouvidos da produção da dupla Zé Neto & Cristiano, por meio de uma promoção realizada pelo apresentador Everton Neguinho, via Instagram.

A ação consistia em presentear algum seguidor que tivesse o sonho de conhecer algum artista. A promoção foi anunciada em janeiro e, assim como centenas de pessoas, Emerson contou sua história de amor pela dupla.

A alegria de Emerson entre a dupla Zé Neto e Cristiano – Foto: Arquivo pessoal

Na mensagem, ele resumiu. “Sou cantor sertanejo de Americana. No momento tive que pausar os projetos porque minha bebê ficou muito doente e hoje está em UTI domiciliar. Sou um grande fã do Zé Neto & Cristiano, suas canções que falam dos filhos hoje são hinos para mim.”

Há pouco mais de 20 dias, o americanense foi surpreendido com a ligação de Everton, chamando-o para assistir ao show que a dupla realizaria na 73ª Festa do Figo e 28ª Expogoiaba, de Valinhos.

Encontro. Além de entrar no camarim e fazer fotos com os artistas, Emerson foi convidado pela própria dupla para assistir ao show direto do palco. Como se não bastasse, no meio da apresentação eles contaram a história do americanense e ainda o convidaram para cantar uma música. “Cantei com o Cristiano, tentando fazer a primeira voz, mas quase não conseguia, porque engasgava e chorava”, lembra Emerson.

Ao final, a dupla, que é uma das mais relevantes do universo sertanejo, ainda reservou uma surpresa. “Me prometeram a produção de uma música. Inclusive, depois o Cristiano me chamou no Instagram e já estou em contato com a produção deles,” comemora. Eles são muito humildes, e me deram a maior força.”

Procurados pelo LIBERAL, Zé Neto & Cristiano afirmaram que foram impactados pela história de Emerson com a filha Ivy.

“Fico muito feliz em recordar desse dia, nosso amigo jornalista contou a história do Emerson para nós, e logo nossa equipe se mobilizou para fazer dar certo este encontro. Ano passado me mostrou que eu preciso dar muito valor a vida. Que a história de Emerson toque mais corações e ele vença todas as batalhas”, declarou Zé Neto.

“Me emocionei com a história do Emerson, ele é um guerreiro, eu bem sei que a dor dos nossos filhos se tornam as nossas dores, eu preferia ter passado por tudo que Miguelzinho, meu filho, passou. Assim que conhecemos a história dele, já arquitetamos junto com a nossa equipe não só o encontro, mas também dele ter um momento conosco em cima do palco, queríamos que todo mundo presente em Valinhos conhecesse a história dele”, acrescentou Cristiano.

Assim, realizando um sonho, Emerson e Kery seguem com a esperança de que tudo é possível, e que talvez um dia poderão compartilhar tudo que passaram com a filha Ivy. “Esse é nosso maior desejo.”
Para quem estiver na torcida e quiser continuar acompanhando a vida da família Rosa, o Instagram deles é @emersonrosa, @keryrosa e @ivyrosa.

As notícias do LIBERAL sobre Americana e região no seu e-mail, de segunda a sexta

* indica obrigatório

Publicidade