19 de abril de 2021 Atualizado 07:07

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Covid-19

Guarda de Campinas lacra oito estabelecimentos e fecha outros 33 em fiscalização

Um dos estabelecimentos lacrados foi uma chácara do Jardim Novo Sol onde seria realizada uma festa clandestina

Por Milton Paes

29 mar 2021 às 13:23 • Última atualização 29 mar 2021 às 13:25

A GM (Guarda Municipal) de Campinas fechou 33 estabelecimentos comércios e lacrou outros 8 durante fiscalização do toque de recolher realizada na noite de sábado (27). No total, foram 94 comércios visitados pelos agentes.

Na ação, houve ainda a abordagem de 170 veículos e orientação a 436 pessoas sobre a restrição de circulação entre 20h às 5h. A ação foi realizada em parceria com a Polícia Militar e a Emdec (Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas).

A medida vale até o final da fase emergencial do Plano São Paulo. Durante este período, só é permitida a circulação de pessoas que comprovem atuar em atividades essenciais, como hospitais e farmácias.

Um dos estabelecimentos lacrados foi uma chácara do Jardim Novo Sol. No local, seria realizada uma festa clandestina. “Obtivemos a informação da festa por meio do Setor de Inteligência da Guarda Municipal. Foi constatada a preparação do local com grande quantidade de bebidas, som e luz”, disse o secretário de Cooperação nos Assuntos de Segurança Pública de Campinas, Christiano Biggi.

A chácara foi denunciada por realização de evento clandestino. Havia evidência de que seria feita uma grande festa com palco montado, caixas de som e bebidas em refrigeradores. Cerca de 15 pessoas estavam no local no momento da ação, nos preparativos para o evento clandestino.

O local foi lacrado e somente poderá reabrir quando o município estiver classificado na fase laranja do Plano São Paulo. Além disso, o organizador do evento foi multado em R$ 6.061,76, o que corresponde a 1.600 unidades fiscais de Campinas (Ufic’s).

A equipe da força-tarefa Covid-19 percorreu oito bairros e teve início às 20 horas com participação do Procon, Secretaria de Planejamento e Urbanismo (Seplurb), Serviços Técnicos Gerais (Setec) e Guarda Municipal, além da equipe da Vigilância Sanitária.

Barreiras sanitárias

Agentes de segurança fizeram abordagem de 533 veículos com barreiras sanitárias em Campinas no sábado (27) e no domingo (28). No sábado as ações ocorreram na Rodovia Heitor Penteado, na Avenida Mackenzie e na Avenida Guilherme Campos. No domingo, ocorreram barreiras sanitárias na Avenida Doutor Theodureto de Almeida Camargo, na Rodovia Heitor Penteado e nA Avenida Mackenzie.

As barreiras serão realizadas diariamente até o dia 4 de abril em toda RMC (Região Metropolitana de Campinas) com finalidade de conter a circulação de pessoas de fora da cidade, sobretudo da capital paulista que se encontra em um “megaferiado” até o próximo domingo.

Publicidade