26 de maio de 2024 Atualizado 12:01

Notícias em Americana e região

8 de Agosto de 2019 Grupo Liberal Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

ABASTECIMENTO

Ares-PCJ propõe reajuste de 20% na conta de água em Americana

Ainda não há data para o reajuste passar a valer; definição considerou custos com o tratamento de água e investimentos no setor

Por João Colosalle

16 de abril de 2024, às 17h16 • Última atualização em 16 de abril de 2024, às 17h46

O ponto de captação de água de Americana no Rio Piracicaba - Foto: Marília Pierre/Prefeitura de Americana

A conta de água e esgoto deve ficar 20,06% mais cara em Americana. O percentual foi proposto pela Ares-PCJ, agência reguladora do setor, e divulgado pela prefeitura nesta terça-feira (16).

O reajuste ainda deve passar por aprovação do Conselho de Regulação e Controle Social dos Serviços de Saneamento Básico do município antes de ser definida uma data para começar a valer. O encontro do conselho está marcado para 22 de abril e a tendência é de que não haja objeção.

📲 Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

Se acatado o parecer da Ares-PCJ, uma resolução será publicada pela agência e passará a valer após 30 dias, sendo aplicada na conta do mês de junho. O reajuste valerá para contas residenciais, comerciais e industriais.

O percentual é sete pontos maior do que o último reajuste nas contas de água em Americana, de 13,34%, ocorrido em 2022. Também é o maior reajuste definido pela agência desde 2013.

Siga o LIBERAL no Instagram e fique por dentro do noticiário de Americana e região!

Ao LIBERAL, a Ares-PCJ afirmou que o processo de revisão tarifária ainda está em curso. Segundo a prefeitura, a definição pela agência considerou que houve aumento em despesas como os custos do tratamento de água e esgoto no município, bem como investimentos que precisam ser feitos pelo DAE (Departamento de Água e Esgoto) nos próximos anos.

“O processo para apuração do percentual de revisão tarifária envolve questões técnicas e econômico-contábeis, além de projeções de valores para investimentos e despesas operacionais para um horizonte de 24 meses”, justificou a agência.

Veja os percentuais de reajuste definidos pela Ares-PCJ nos últimos anos:

  • 2013 – 21,21%
  • 2015 – 19,89%
  • 2017 – 7,18%
  • 2019 – 3,78%
  • 2022 – 13,34%

Hoje, consumidores que se enquadram na categoria residencial pagam uma tarifa mínima de água e esgoto de R$ 22,66 para o consumo de até 6 mil litros por mês, uma das mais baixas da Região Metropolitana de Campinas. Com o reajuste, o valor deve passar para R$ 27,19, ainda um dos mais baixos. Em cidades de porte semelhante a Americana, como Indaiatuba, o valor chega a R$ 59,98.

A Prefeitura de Americana ressaltou que a tarifa é a segunda menor da região, acima apenas de Engenheiro Coelho.

As notícias do LIBERAL sobre Americana e região no seu e-mail, de segunda a sexta

* indica obrigatório

Publicidade