25 de outubro de 2021 Atualizado 23:46

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Americana

Um mês depois, Sancetur aumenta só 35% da frota de ônibus

Dos 20 veículos anunciados em 18 de agosto, apenas sete entraram em circulação nesta segunda-feira, segundo a prefeitura

Por Ana Carolina Leal

21 set 2021 às 07:40 • Última atualização 21 set 2021 às 10:21

Um mês depois de a prefeitura afirmar que estava em tratativas com a Sancetur, que opera o transporte público na cidade por meio da Sou Americana, para colocar mais 20 ônibus nas ruas, a concessionária só aumentou a frota em 35%. O percentual corresponde a sete veículos a mais do que os 39 que já estavam em circulação.

Na terça-feira da semana passada, dia 14, a administração municipal notificou a Sancetur para que cumpra o previsto em contrato com relação à frota. Nesta segunda-feira, após ser questionada pelo LIBERAL, a prefeitura informou que a fiscalização constatou a circulação de 46 ônibus, um aumento em relação à semana passada.-

“A prefeitura segue cobrando para garantir o integral cumprimento do que está previsto no contrato de concessão”, traz trecho da nota enviada pela assessoria.

Os sete ônibus a mais na frota, no entanto, ainda não fizeram diferença na vida dos usuários. A cuidadora Ilda Pereira, 67 anos, diz que chega atrasada no trabalho por conta de falta de ônibus. “Tem vezes que a gente perde até o horário de chegar no serviço porque está faltando ônibus. E não tem mesmo. Antes da pandemia [da Covid-19] não passávamos por esse tipo de situação”, desabafou.

O aposentado Antonio Soares, 79 anos, também reclamou. “Neste domingo fiquei duas horas esperando um circular na Praia Azul e durante a semana, além de demorar, os ônibus estão sempre lotados”. O mesmo é relatado pela auxiliar de limpeza Janete dos Santos, 45 anos. “Nada mudou. Os horários continuam os mesmos. Fico no ponto por mais de 40 minutos e pego um ônibus lotado”.

A reportagem tenta desde semana passada contato com o proprietário da Sancetur, o deputado Marco Chedid (PSD), mas o número de celular só cai na caixa postal. Uma mensagem também foi enviada para o assessor do parlamentar, mas não houve retorno.

Publicidade