24 de Maio de 2020 Atualizado 09:17

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Covid-19

Startup de Americana disponibiliza atendimento médico voluntário

Um dos objetivos é evitar a lotação dos hospitais e realizar o monitoramento daqueles que não tem condições de se dirigir a uma unidade

Por Leonardo Oliveira

28 mar 2020 às 09:09 • Última atualização 31 mar 2020 às 10:40

Foto: Reprodução
Iniciativa conta com médicos voluntários, que fazem acompanhamento diário dos pacientes

Uma startup de Americana disponibiliza atendimento médico gratuito em sua plataforma online para pessoas que apresentam sintomas do novo coronavírus (Covid-19). A iniciativa conta com médicos voluntários, que farão acompanhamento diário dos pacientes.

A medida foi lançada nesta semana pela startup Minha Cirurgia, que tem sua sede no bairro Catherina Zanaga. Um dos objetivos, segundo um dos sócios, Gustavo Julio Marques, é evitar a lotação dos hospitais e realizar o monitoramento daqueles que não tem condições de se dirigir a uma unidade de saúde.

Para participar, basta acessar o site http://covid19.minhacirurgia.com.br, escolher a opção “quero receber monitoramento por médico voluntário” e preencher um formulário com suas informações pessoais.

Automaticamente uma mensagem será enviada ao WhatsApp do inscrito, que deverá detalhar os sintomas. Essas informações vão para o sistema da startup – da onde o médico irá se basear para dar orientações ao paciente no mesmo dia.

Foto: Divulgação
Paciente também consegue acessar principais funcionalidades da plataforma pelo celular

Diariamente o profissional checará com o atendido seu estado de saúde, se ele piorou ou melhorou em relação ao dia anterior. “Aí se ele precisar de alguma internação, o próprio médico vai indicar. O paciente é acompanhado pelo mesmo médico desde o início da quarentena”, destaca Gustavo.

Em nenhuma etapa do atendimento haverá cobrança pelo serviço. Tudo é custeado através de doações e pela própria startup. A Minha Cirurgia está aberta a contribuições, que podem ser feitas pelo site.

O sistema já existia antes do surgimento da Covid-19 e era usado para conectar hospitais e pacientes remotamente. Os clientes da startup são hospitais, que pagam pelo uso do suporte para oferecer acompanhamento pré e pós operatório à distância a seus pacientes.

Os cirurgiões que integravam a plataforma se dispuseram a prestar atendimento voluntário aos casos suspeitos do coronavírus. Os médicos que quiserem contribuir com o projeto também podem se inscrever no site e começar a atender gratuitamente.

A iniciativa é voltada a todo o país e não só aos moradores de Americana.

{{1}}