Presépio de Carioba abre neste sábado

Cenário será aberto neste sábado e poderá ser visitado até o dia 6 de janeiro; em 2019 ele completa 66 anos


Mesmo para quem conhece muitas passagens bíblicas, o Presépio da Igreja Carioba pode desafiar. Aberto à visitação a partir desse sábado, o cenário conta com cerca de 75 movimentos que retratam diferentes passagens do livro sagrado. Além de apreciar a beleza das peças, muitas pessoas vão visitá-lo para descobrir o que cada uma delas representa.

Montado pela primeira vez em 1953, o Presépio de Carioba conserva algumas peças originais. A sagrada família, a ressurreição de Lázaro, a manjedoura do menino Jesus e uma mulher lavando roupa resistem ano a ano contando as histórias ao público.

Foto: Marcelo Rocha / O Liberal
Presépio conta com 75 movimentos que retratam diferentes passagens da Bíblia

A cada edição, um novo movimento é adicionado, representando uma passagem bíblica. O mecânico Jader Neves Grillo, colaborador da igreja e responsável por manter a tradição do presépio, não conta a novidade.

O motivo é que se tornou uma espécie de tradição as pessoas procurarem em meio ao enorme presépio o novo movimento e depois descobrir qual história ele está retratando. “Acaba sendo uma espécie de catequese. Tem na parede um quadro com as passagens e descrição de cada uma, mas é interessante porque no presépio não tem nada indicando qual é qual. As pessoas ficam procurando onde as passagens estão, é até divertido”, contou o mecânico nesta sexta.

O presépio será aberto à visitação após a benção do padre, marcada para ocorrer por volta das 18h15 de hoje. É possível visitar o presépio de quarta a sexta-feira, das 19 às 22 horas; aos sábados, das 18h30 às 22h; domingos e feriados das 14 às 22h. Ele segue aberto até o dia 6 de janeiro.

Público

A expectativa é que entre 5 e 6 mil pessoas passem pela igreja durante esse mês. Famílias de funcionários da antiga tecelagem de Carioba são um público fiel do presépio. Nos últimos anos intensificou-se a presença de visitantes de outras cidades e até outros estados.

O presépio tem recebido pessoas que visitam familiares em Americana, turistas que estão viajando e param na cidade para conhecê-lo, e até mesmo internautas que ficam sabem do presépio por meio da página da igreja no Facebook.

“É um presépio histórico da cidade, isso começou quando ainda existiam os moradores do bairro que trabalhavam na fábrica de Carioba”, declarou a coordenadora de comunidade, Janice Rocha Barbosa.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora