Operação ‘antipancadão’ começa hoje em Americana

Objetivo da atividade integrada entre PM e Gama é inibir aglomerações e evitar “balbúrdia” em pontos principais da cidade durante o natal e o ano novo


A ação integrada entre PM (Polícia Militar) e Gama (Guarda Municipal de Americana) nas vésperas de Natal e Réveillon começará durante o dia para inibir aglomerações nos principais pontos de Americana. O objetivo é evitar que tumultos como o “pancadão” no Natal do ano passado na Avenida Brasil voltem a acontecer em 2019.

Foto: Polícia Militar / Divulgação
Polícia Militar e Gama atuam em conjunto na operação “antipancadão”

De acordo com o comandante da Gama, Marcos Guilherme, a operação terá início durante o dia nesta terça-feira, véspera de Natal, e seguirá até a madrugada. O mesmo acontece no dia 31.

Os agentes farão fiscalização de trânsito e de som alto em estabelecimentos comerciais, enquanto a PM será responsável por fiscalizar condutores quanto ao consumo de álcool.

“É uma medida preventiva. Temos as equipes de prontidão. Vamos iniciar mais cedo até como forma de prevenção e estaremos de prontidão para evitar qualquer tipo de abuso”, afirmou Marcos.

A Avenida Brasil é a principal preocupação das autoridades policiais. Na noite de Natal de 2018, a principal avenida da cidade foi palco de uma festa que reuniu cerca de duas mil pessoas na região próxima ao Parque Ecológico e teve até disparos de arma de fogo.

A situação fez com que Gama e PM unissem forças e realizassem uma operação especial no Réveillon daquele ano para que a situação não se repetisse. Entretanto, a Avenida Brasil não é o único foco do trabalho.

“O ponto principal é aquela região [Avenida Brasil], mas as demais equipes estarão em patrulhamento. Nossas equipes são setorizadas. A medida que ocorrer aglomeração de pessoas em outros pontos da cidade, nós vamos atender, como na Praia dos Namorados, e alguns pontos que são costumeiros, mas que não tem tanta incidência”, disse Marcos.

O trabalho entre PM e Gama em caso de aglomerações é feito constantemente. Caso mais recente ocorreu na madrugada de domingo em um posto na Av. Brasil.

As autoridades monitoraram o comércio para “coibir abusos de motoristas”, bem como evitar poluição sonora. Dois veículos acabaram recolhidos por estarem estacionados em local proibido.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora