Músico de Americana tenta recuperar canal do YouTube na Justiça – O Liberal

Músico de Americana tenta recuperar canal do YouTube na Justiça

Cantor de rap Jhonatan Vieira, mais conhecido como Sick, lançou novo álbum no ano passado e teve conta hackeada


O americanense Jhonatan Vieira, mais conhecido como “Sick”, transitou do metal, de onde era integrante da banda Dallas, para a carreira solo como cantor de rap. No ano passado lançou o álbum “161”, o primeiro nesta nova abordagem. Agora, ele enfrenta uma batalha na Justiça para retomar seu canal no YouTube, onde registrava o processo de criação do disco e disponibilizava clipes.

Receba as notícias do LIBERAL pelo WhatsApp. Clique aqui e envie uma mensagem para ser adicionado na lista de transmissão!

Foto: Divulgação
Cantor de rap divulgou novo disco no início do ano passado

Foram seis anos de trabalho, desde 2013, para a conclusão do disco e gravações de clipes que lhe custaram cerca de R$ 5 mil. Ele ficou grande parte deste período sem emprego, por isso encontrou dificuldades para viabilizar a obra. Apesar disso, conseguiu concluí-lo no início do ano passado.

As sete faixas foram lançadas no Spotify e no Soundcloud. Além disso, disponibilizou os clipes no canal que ele possuía na plataforma da Google. No fim do ano passado, ao tentar acessar o canal, descobriu que algo havia de errado.

O acesso à conta que reunia os vídeos gravados foi perdida. A senha e o e-mail de confirmação foram alterados sem seu consentimento e desde então não conseguiu mais ter o controle sobre seu próprio canal. Um dos vídeos foi apagado, inclusive.

“O tempo que eu comecei o álbum, tudo que eu passei. Vim aqui para lançar o álbum, aí você vê um negócio sendo retirado de você. Eu gastei. O que eu ia fazer? Um novo canal? Não tinha um milhão de inscritos, mas as pessoas que entraram lá quando eu lancei não vão entrar em outro canal só porque eu falei”, disse em entrevista ao LIBERAL.

Jhonatan tentou contato com o suporte técnico do YouTube, mas a resposta que recebeu foi a de que não havia nada de errado com o canal. Por isso, resolveu buscar na Justiça a retomada da conta.

Ouça o “Além da Capa”, um podcast do LIBERAL

“Ele viu que retiraram o vídeo do álbum completo que ele gravou. Como estava sendo retirado material do canal que é dele, a gente pediu uma liminar com bloqueio do acesso para evitar desativação e uso indevido de imagem. A gente acredita que no final tudo será resolvido e a Justiça seja feita”, afirmou o advogado Luciano R. dos Santos da Silva, responsável pela defesa do músico.

No último dia 16, a Justiça concedeu a liminar que obriga a empresa a bloquear o canal, evitando que a conta “hackeada” seja movimentada, além de estipulada uma multa diária de R$ 500 em caso de descumprimento. A ação segue tramitando na 4ª Vara Cível de Americana.

O LIBERAL procurou o Google, responsável pela plataforma, mas não teve retorno sobre o caso de Sick.

Carreira

Baterista de bandas de Americana desde os 12 anos de idade, Jhonatan ganhou a alcunha de “Sick” graças à idolatria que sempre nutriu pela banda Slipknot. Uma das principais músicas da banda se chama “Sic”, do álbum que leva o mesmo nome do conjunto.

Até 2012 fez parte do Dallas, banda de Americana dedicada ao metal. No ano seguinte, Sick viveu momento complicado com a separação dos pais. Do episódio, o músico tirou inspiração para a letra da música “161”, que dá nome ao seu primeiro álbum de rap.

A casa onde Sick morou com os pais ficava no numeral 161 de uma Rua do São Vito, por isso a escolha pelo numeral como título do single. No começo do clipe, é mostrado a fachada da casa e um áudio de sua mãe.

O álbum, inclusive, é uma espécie de biografia do cantor. As faixas são construídas a partir de histórias e dramas pessoais de Sick. “Eu realmente assumo que muita coisa que eu acabei passando o culpado também era eu. É um álbum que conta histórias sobre amigos, sobre banda, sobre paz, sobre frustrações”, explicou.

Futuro

Assim que recuperar o canal no YouTube, o músico quer trabalhar em um novo disco. As letras já estão escritas, diz ele. A expectativa é lançar cinco singles ainda em 2020 e trabalhar na composição do álbum.

No momento, ele divide atenção entre shows e o trabalho em uma loja do Tivoli Shopping. Um dos sonhos é viver integralmente da música. “Hoje em dia eu gostaria de viver dessa coisa que eu comecei a fazer lá atrás”, finaliza.

O cantor está presente nas seguintes redes sociais
Instagram: @sickdallas
Página no Facebook – @sick161
Twitter – @sick161
Spotify – Sick161
Soundclound: Sick161
YouTube: https://www.youtube.com/channel/UCk_i3ekqGpXnfXM71mxmIXA

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora