Mulher que estava em avião com droga tem prisão preventiva decretada

Janaína de Dominicis da Silva, de 46 anos, foi detida em flagrante em avião com drogas que viria para Americana, de acordo com o boletim de ocorrência


Foto: Polícia Militar - Divulgação
Aeronave saiu do aeroporto de Americana no último sábado e retornaria para a cidade quando parou em Elias Fausto

O TJ-SP (Tribunal de Justiça de São Paulo) decretou nesta segunda-feira (18) a prisão preventiva de Janaína de Dominicis da Silva, presa no último domingo em um avião carregado com cerca de 30 kg de pasta base de cocaína que fez um pouso forçado em Elias Fausto.

Receba as notícias do LIBERAL pelo WhatsApp

De acordo com o boletim de ocorrência, a aeronave saiu do aeroporto municipal de Americana no último sábado em direção a Santa Catarina e retornaria para a cidade quando parou em Elias Fausto. A mulher, de 46 anos, foi detida em flagrante no interior do avião e negou saber da presença do entorpecente.

Ela passou por audiência de custódia no fórum de Monte Mor e o flagrante foi convertido em preventiva (prisão sem prazo para acabar). A reportagem entrou em contato com o advogado da indiciada nesta segunda. Ele disse que retornaria o contato com um posicionamento, o que não ocorreu até a publicação desta reportagem.

Segundo o delegado da Dise de Americana, Luis Carlos Gazarini, a droga encontrada no mercado brasileiro vale em torno de R$ 600 mil e na Europa pode chegar a R$ 2,4 milhões. No site da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) o avião de pequeno porte está com a documentação em ordem e apto para voar.

Ela foi fabricada por uma empresa de Sumaré, em 2009 e foi vendida recentemente. De acordo com o administrador do aeroporto de Americana, Marcos Daniel Araújo, o avião foi locado pelo antigo proprietário há meses, mas não possuía mais contrato desde que ocorreu a venda.

Há cerca de um mês e meio, o piloto pousou no aeroporto porque necessitava de um reparo depois que houve uma pane na estrutura, de acordo com a proprietário da oficina que atendeu o caso. A mulher, que pediu para não ser identificada, afirma que o próprio piloto pediu para ela um lugar para que pudesse guardar o avião por alguns dias.

Ela então conversou com o dono de um hangar e conseguiu que ele a mantivesse lá. No último sábado, um homem e uma mulher chegaram no aeroporto dizendo que retirariam a aeronave para irem até a praia de Porto Belo, em Santa Catarina, ainda segundo a proprietária da oficina

Ouça o “Além da Capa”, um podcast do LIBERAL

O Acidente

A aeronave caiu na área de uma fazenda de Elias Fausto. O proprietário acionou à Guarda Municipal, que realizou a prisão da mulher. Janaína é natural de São Roque e possui habilitação para voar. A Dise de Piracicaba apura o envolvimento de um outro homem, que seria o piloto.

Sete equipes da Polícia Militar foram acionadas para a escolta da droga até o plantão policial de Piracicaba, onde foi apresentada a ocorrência. O helicóptero Águia da PM sobrevoou a área em que estava o avião, mas nenhum suspeito foi localizado. Segundo peritos técnicos, o avião sofreu uma pane seca e teria forçado um pouso de emergência.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora