12 de maio de 2021 Atualizado 22:10

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Americana

MP instaura inquérito para apurar denúncia de falta de médicos no HM

Boletim de ocorrência registrado por uma técnica de enfermagem motivou questionamento

Por André Rossi

24 jul 2020 às 08:26 • Última atualização 24 jul 2020 às 10:04

O promotor de Justiça de Americana, Clóvis Cardoso de Siqueira, instaurou um inquérito civil na quarta-feira para apurar denúncias sobre falta de médicos e enfermeiros para atendimento de pacientes com o novo coronavírus (Covid-19) no Hospital Municipal Dr. Waldemar Tebaldi.

Na última sexta-feira, relatos de funcionários apontavam ausência de profissionais na unidade semi-intensiva, destinada para casos mais graves. Uma técnica de enfermagem chegou a registrar um boletim de ocorrência sobre o caso.

A situação também foi relatada para a diretora área da saúde do SSPMA (Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Americana), Isabel Santos, que esteve no hospital na noite de sexta. A informação que ela recebeu é de que não havia médicos prestando atendimento na semi-intensiva há pelo menos uma semana.

O promotor tomou conhecimento da situação após jornalistas da região questionarem a assessoria de imprensa do MP-SP (Ministério Público do Estado de São Paulo) sobre o caso.

Ele requisitou cópia do boletim de ocorrência para a Polícia Civil e acionou a prefeitura para que preste esclarecimentos.

“Pretendo ouvir a técnica de enfermagem [que registrou o BO] na promotoria de Justiça na próxima semana e também pedi esclarecimento ao secretário de Saúde [Gleberson Miano]”, afirmou Clóvis.

Questionada sobre o inquérito, a prefeitura informou apenas que ainda não foi notificada.

Podcast Além da Capa
Nem mesmo a regressão de Americana e região para a fase vermelha do Plano São Paulo é capaz de resolver o problema da lotação de ônibus do transporte público em horários de pico. A teoria de que menos gente estaria em circulação não se confirma na prática. Nesse episódio, o editor Bruno Moreira conversa com o repórter Leonardo Oliveira e apresenta reflexos regionais desse assunto.

Publicidade