Morre proprietária de açougue que foi baleada na tarde deste domingo

Giani foi rendida pelo bandido quando tirava o lixo logo após fechar o comércio; o marido dela segue internado na Unimed


Foto: Reprodução - Facebook
Giani de Lião faleceu após ser baleada em uma tentativa de assalto na tarde deste domingo

Faleceu na tarde deste domingo (13), a comerciante Giani Aparecida Molina de Lião, de 54 anos, após ser baleada durante um assalto na Casa de Carnes Colina, localizada na rua Piauí, no bairro Chácara Machadinho, em Americana.

Segundo a Polícia Militar, Giani foi abordada pelo ladrão no momento em que tirava o lixo já com o estabelecimento fechado. Rendida, ela entrou no comércio acompanhada do bandido que estava armado. Neste momento, o marido dela, José Roberto Lião, de 57 anos, teria reagido e sido alvejado na região da virilha. Em seguida, o ladrão disparou contra Giani.

Ambos foram socorridos ao Hospital da Unimed, onde Giani foi submetida a cirurgia, mas não resistiu ao ferimento. O marido dela, Beto, como é conhecido pelos fregueses, segue internado.

No fim da tarde deste domingo, por volta das 19h, a Dise (Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes) de Americana divulgou um vídeo com imagens da câmera de segurança na tentativa de auxiliar nas buscas pelo autor dos disparos, que segue foragido.

O corpo de Giani deve ser velado e sepultado nesta segunda-feira (14) no Cemitério da Saudade, em Americana. A previsão do sepultamento é para as 16h.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora