06 de março de 2021 Atualizado 21:31

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Americana

Mato alto e depredação são motivos de queixas no Cemitério da Saudade

Morador da cidade relata mato entre túmulos, vasos e puxadores arrancados e falta de segurança no local

Por Redação

13 fev 2021 às 08:02 • Última atualização 15 fev 2021 às 11:34

Mato alto e depredação no Cemitério da Saudade, no bairro Cariobinha, em Americana, geram reclamação entre visitantes. Um contador de 54 anos, que preferiu não ser identificado, durante uma visita ao local, no último domingo (7), reparou na quantidade de mato alto entre os túmulos.

Também destacou o volume de peças como cruzes, vasos e puxadores que foram arrancados das sepulturas.

Mato alto entre as sepulturas incomoda os visitantes – Foto: Marcelo Rocha / O Liberal

Ele ainda apontou falta de segurança no local. “No horário que a gente foi, entre 8h30 e 9h15, não vi nenhum guarda”.

No dia seguinte, na madrugada, um túmulo tombado em homenagem ao soldado constitucionalista Jorge Jones foi furtado, conforme noticiado pelo LIBERAL. Os criminosos levaram um capacete e uma espada de bronze.

A prefeitura informou, em nota, que os funcionários do Cemitério da Saudade estão realizando a capinação das quadras e avenidas do cemitério, tal serviço encontra-se em andamento, também já foi solicitado apoio à Secretaria de Meio Ambiente para a execução do serviço.

“As peças arrancadas são fruto de vandalismo e furtos e, em razão das ocorrências, já foi solicitado à Gama que intensifique as rondas e a segurança do local”, informou.

Por fim, a administração disse que está sendo realizado levantamento para realização de reforma e manutenção do velório e cemitério da Saudade, porém ainda sem previsão de início dos serviços.

Publicidade