08 de maio de 2021 Atualizado 10:10

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Covid-19

Hospital Municipal tem menor taxa de ocupação da UTI Covid dos últimos sete dias

Do total de 26 leitos, 14 estão ocupados, uma taxa de 54%; município chegou a 428 mortes pela doença

Por Marina Zanaki

15 abr 2021 às 18:56 • Última atualização 15 abr 2021 às 19:14

A taxa de ocupação da UTI (Unidade de Terapia Intensiva) Covid do Hospital Municipal Dr. Waldemar Tebaldi, em Americana, é a menor dos últimos 7 dias. Do total de 26 leitos, 14 estão ocupados, uma taxa de 54%. A última vez que a UTI Covid teve essa taxa foi no dia 6 de abril.

No cômputo geral, a cidade também tem o menor número de pacientes internados em leitos intensivos de abril (leia mais abaixo).

O LIBERAL no seu e-mail: se inscreva na nossa newsletter

Em 5 de abril, o município abriu cinco novos leitos intensivos para atendimento da enfermidade. Contudo, mesmo com as novas vagas a ocupação voltou a subir acima de 90% após novas internações. Desde então, ela se manteve entre 80% e 60%, caindo para 50% nesta quinta-feira.

Além dos internados na terapia intensiva, outros 26 pacientes estão em leitos de enfermaria para atendimento Covid no HM.

O hospital deve alcançar 30 leitos de UTI Covid com a compra de 12 kits com verba passada pela câmara. O valor se refere ao duodécimo, recurso que seria devolvido pelo legislativo no final do ano, mas foi antecipado em função da alta pressão sob o sistema de saúde. Os sete respiradores que faltavam foram entregues na quarta-feira, mas o município aguarda a chegada de outros componentes para montar os novos leitos.

Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

Nesta quinta-feira, a empresa SBCD (Sociedade Beneficente Caminho de Damasco) iniciou o atendimento dos pacientes com coronavírus, substituindo a terceirizada Hygea, que decidiu sair do município no momento mais grave da pandemia.

Internados
A taxa geral de ocupação de leitos de UTI Covid no município, incluindo a rede pública e privada, também alcançou o menor número de internados do mês de abril. São 68 pacientes em leitos com respiradores, uma taxa de 85% de ocupação.

Todos os hospitais privados seguem com ocupação máxima dos leitos de UTI, mas a quantidade total de vagas mobilizadas para Covid também diminuiu ao menor patamar do mês.

São 80 vagas intensivas nos quatro hospitais com leitos Covid na cidade – além dos 26 no HM, são 17 no Hospital São Lucas, 13 no Hospital São Francisco e 24 no Hospital Unimed. No dia 5 de abril, eram 93 leitos de UTI mobilizados nos hospitais da cidade.

Séries, filmes, games, quadrinhos: conheça o Estúdio 52.

As oscilações do número de leitos ocorrem diante da demanda diária, por meio do remanejamento de vagas de contingência de cada hospital. “Isto para que seja possível atender a demanda de pacientes, conforme a necessidade da assistência, tanto para Covid-19 como para outras urgências, emergências e agravos”, explicou a prefeitura.

Morte
Americana informou a 428ª morte por coronavírus. O paciente era um homem de 51 anos, morador do bairro Jardim Novo Paraíso. Portador de doença cardiovascular crônica, ele estava internado em hospital particular e faleceu no dia 14 de abril.

Cerveja é quem manda no Papo Fermentado. Confira no blog

Outras 76 confirmações foram informadas, totalizando 14.805 casos positivos, sendo 24 internados, 428 óbitos, 376 em isolamento domiciliar e 13.977 recuperados. Há ainda 126 casos suspeitos aguardando resultados de exames.

Publicidade