Fila online já tem quase 5 mil pessoas em busca de moradia

Cadastro de interessados em projetos habitacionais do município é permanente e deve ser feito através do site da prefeitura


Desde quando entrou em funcionamento, em setembro do ano passado, o cadastro online de interessados na casa própria já atraiu quase 5 mil interessados. Até a última sexta-feira, 4.742 pessoas estavam cadastradas. A prefeitura estima que entre 45% e 50% delas migraram do sistema antigo.

Foto: Arquivo - O Liberal
fácil de mexer e hoje dá autonomia aos cadastrados”, diz o secretário

Segundo o secretário de Habitação, Charley Petter Cornacione, a ferramenta foi entendida e está sendo manuseada por 95% dos inscritos no cadastro habitacional. A qualquer momento, eles podem acessar o sistema e atualizar os dados de contato.

“Todos os usuários têm acesso permanente ao sistema e sempre que precisarem podem entrar com senha e login pessoal e atualizarem seus dados. É fácil de mexer e hoje dá autonomia aos cadastrados para fazer o gerenciamento da sua inscrição”, detalha o secretário.

Ter o cadastro sempre atualizado dos inscritos é a principal vantagem do sistema para a prefeitura. Quando ele era físico, o município tinha dificuldades para contatar os inscritos porque os dados só eram atualizados nos recenseamentos. “Se o inscrito mudava de endereço ou telefone e não avisava a prefeitura e a convocação acontecia entre um recenseamento e outro, a cartinha não chegava até ele”, explica Cornacione.

Segundo ele, de cada mil famílias convocadas para uma reunião, entre 200 e 250 compareciam. “Hoje, o índice de comparecimento chega a 95%”, detalha. O cadastro físico, que chegou a reunir 10.300 inscritos, ainda está no banco de dados da prefeitura, mas serve apenas como consulta.

Para convocar interessados na casa própria, a prefeitura usa o cadastro online. “Os antigos inscritos foram avisados sobre o novo sistema e a importância de migrarem para o site. Quem ainda não fez, pode fazer a qualquer momento”, diz o secretário. Cornacione destaca que a convocação dos interessados não considera a data de inscrição. O principal critério é estabelecido em lei municipal e considera o tempo de residência no município.

“A lei dá preferência por aquela família que mora há mais tempo em Americana. Essa informação tem que ser declarada no ato da inscrição. É com base nela que fazemos o chamamento”, explica.

Qualquer pessoa acima de 18 anos, que resida ou trabalhe há mais de cinco anos no município e que não tenha imóvel pode se cadastrar no sistema, desde que nunca tenha sido beneficiado por projetos habitacionais. O site é o https://inscricaohabitacao.americana.sp.gov.br.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora