21 de setembro de 2020 Atualizado 08:51

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Americana

Construção da nova sede da Polícia Militar atende a demanda de 30 anos

Iniciada em outubro, obra nas margens da Rodovia Luiz de Queiroz é idealizada desde 1988; investimento é de R$ 3,2 milhões

Por Marina Zanaki

13 dez 2019 às 13:16 • Última atualização 13 dez 2019 às 14:44

A construção da nova sede do 19º BPMI (Batalhão da Polícia Militar do Interior), iniciada em outubro, atende a uma demanda de 30 anos da corporação. Localizado no Loteamento Industrial Nossa Senhora de Fátima, na Avenida Ângelo Pascote, às margens da Rodovia Luiz de Queiroz, em Americana, o prédio tem investimento de R$ 3.256.903,84. A previsão é que a obra seja concluída em 12 meses.

O terreno pertencia originalmente à Secretaria da Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo. O processo de transferência para a Secretaria de Segurança Pública teve início em 1988, mas foi efetivado apenas em 2000.

Foto: João Carlos Nascimento / O Liberal
Previsão de conclusão da obra é de 12 meses; comandante exalta melhores condições

Nessa época, a ideia já era usar a área para a construção de uma nova sede para o Batalhão. Um novo decreto, de 2010, destinou a área para abrigar o 19° BPMI.

Resolvida a questão da área, faltava o projeto. O comandante Rogério Nascimento Takiuchi, que atualmente está à frente do 49°BPM/M (Batalhão de Polícia Militar Metropolitano) mas atuou por mais de 25 anos em Americana, recorda que participou da regularização do terreno e também acompanhou o desenvolvimento do primeiro projeto.

A proposta foi enviada aos órgãos técnicos e correções precisaram ser feitas. Em 2016, a construção do prédio foi incluída no orçamento e o chamamento público para a licitação foi aberto.

Contudo, as empresas que analisaram o projeto alertaram para a falta de projetos de georreferenciamento e da terraplanagem. As inclusões foram feitas, mas não a tempo de aproveitar a verba que já havia sido prevista. O projeto só voltou a ser incluído no orçamento estadual esse ano.

Takiuchi lembra que, enquanto a questão do projeto era resolvida, ocorreu um episódio envolvendo o IC (Instituto de Criminalística). A Polícia Científica estava com tudo pronto para a construção de sua sede, mas houve um problema com o terreno que o tornou inviável.

“Para não perderem a verba que já estava aprovada para o orçamento daquele ano, pediram se podiam construir no nosso terreno. Foi feito uma cessão, passamos 15 mil metros quadrados e ficamos com 20 mil. Eles não perderam a verba e conseguiram construir o IC”, conta Takiuchi.

Com a construção do Batalhão, haverá naquela área um verdadeiro “complexo”, reunindo duas das três polícias do Estado de São Paulo – a Polícia Militar e a Polícia Científica (a terceira é a Polícia Civil).

Comandante do 19° BPMI, o Tenente-coronel Luiz Horácio Raposo Borges de Moraes disse que a construção da nova sede demandou o trabalho de muitas pessoas ao longo do tempo em que foi idealizado. “Será fundamental para que possamos proporcionar melhores condições de trabalho para nosso Policial Militar e para que possamos atender melhor a população”, declarou.

Publicidade