21 de junho de 2024 Atualizado 08:53

Notícias em Americana e região

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Americana

Após ano atípico, queimadas caem 70% em 2021 em Americana

Foram 240 registros do Grupo de Proteção Ambiental entre janeiro e junho de 2020, contra 72 no mesmo período deste ano

Por Marina Zanaki

11 de agosto de 2021, às 07h30

Após registrar um ano atípico de ocorrências de queimadas em 2020, Americana viu as ocorrências caírem 70% em 2021. Entre janeiro e junho do ano passado, foram 240 ocorrências registradas no GPA (Grupo de Proteção Ambiental), contra 72 no mesmo período deste ano. O levantamento foi feito pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente a pedido do LIBERAL.

📲 Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

Alguns incêndios de grandes proporções chamaram a atenção nas últimas semanas estiagem e tempo seco contribuem – Foto: Ernesto Rodrigues – O Liberal – 5.7.2021.JPG

O Capitão Felipe Zaupa, da Defesa Civil do Estado de São Paulo, analisou que a queda pode estar relacionada a uma disparada nas notificações do ano passado. Foram registrados no território paulista diversos focos de incêndio, alguns com duração de vários dias. Para ele, as queimadas em 2021 estão, na verdade, voltando à “normalidade”.

“No ano passado, foi uma soma de fatores. O primeiro foi a estiagem que antecedeu o período mais seco. Em março e abril costuma ter chuvas que caracterizam a transição, mas no ano passado choveu pouco nesses meses, então a vegetação secou mais rápido. Aliado às altas temperaturas, favoreceu muito as queimadas. Esse ano também temos problemas de estiagem, mas as frentes frias passando pelo Estado de São Paulo diminuíram as temperaturas, o que dificulta a propagação de fogo”, explicou o capitão.

Alguns incêndios de grandes proporções chamaram a atenção nas últimas semanas, como na área próxima da empresa Suzano e às margens da Avenida Gioconda Cibin. Contudo, mesmo afetando a população de Americana, ambos ocorreram em terrenos que pertencem a outros municípios – respectivamente à Limeira e Santa Bárbara d’Oeste.

Responsável pelo levantamento na Secretaria Municipal de Meio Ambiente, o Guarda Municipal Adelmo Passos de Oliveira lembrou que Americana também registrou incêndios de grandes proporções recentemente, como em área da Avenida Nicolau João Abdalla, no Antonio Zanaga, na frente do CDP (Centro de Detenção Provisória) e no pós represa.

Em relação à redução de ocorrências, ele explicou que a prefeitura fechou o cerco contra terrenos particulares abandonados, notificando proprietários para limpeza, além da influência de fatores ambientais e um reflexo do próprio aumento no ano passado.

“Pode ter ocorrido que áreas que foram queimadas, a vegetação não cresceu ainda. Também devido ao grande volume de notificações e orientações feitas, as manutenções realizadas, e a educação ambiental do setor. Tudo isso contribuiu para diminuir”, disse Passos.

Ele calcula que cerca de 60% das ocorrências de queimadas estejam ligadas a áreas públicas, alvo de vandalismo e ignição espontânea.

Prevenção

O capitão Felipe fez algumas recomendações para evitar desencadear focos de incêndio. O primeiro é não jogar bitucas de cigarro em margens de rodovia, já que uma pequena chama pode fazer um estrago em contato com a vegetação seca. Usar fogo para queimar o lixo ou limpar um terreno também deve ser evitado, já que pode sair do controle. Soltar balões, além de crime ambiental, também pode provocar queimadas.

“A maioria dos focos são causados por ação do ser humano, mas muitas vezes a pessoa não sabe que está colaborando com isso”, alertou o capitão.
Denúncias de queimadas podem ser feitas pelo 153 da Guarda Municipal, SAC Americana Digital ou ligar para a SMA, telefone 3471-7770.

O Grupo de Proteção Ambiental faz a fiscalização e notificação em terreno particular. A multa aplicada é no valor de R$754,97, e o valor dobra nos casos de reincidência.

Passos explicou que, em caso de áreas de preservação ambiental, o responsável pela queimada pode ser apresentado à Polícia Civil e responder judicialmente pelo ato.

Alertas

A Defesa Civil do Estado de São Paulo disponibiliza o serviço de alertas de condições meteorológicas. O cadastro é gratuito, basta enviar o CEP que deseja acompanhar por SMS, para o número 40199.

Publicidade