09 de agosto de 2020 Atualizado 21:03

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Americana

Americanense é finalista em competição da ‘NASA Space Apps Challenge’

Estudante de Análise da Fatec Americana elaborou jogo para ajudar na saúde mental durante quarentena

Por Natália Velosa

30 jul 2020 às 17:32 • Última atualização 30 jul 2020 às 19:17

O americanense Francisco Fuzari, de 20 anos e estudante do curso de Análise de Desenvolvimento de Sistemas da Fatec Americana, ficou entre os 40 finalistas da competição “NASA Space Apps Challenge”.

O desafio continha 15 mil participantes, com 2 mil equipes. Francisco formou a equipe com mais 5 integrantes de Curtiba e com isso, conseguiram chegar entre os finalistas do desafio “A Arte de Tudo”.

Francisco é o único americanense, os outros integrantes são de Curitiba – Foto: Divulgação

O desafio tinha como objeitvo criar uma obra de arte que resumisse a experiência vivida pelos integrantes durante a pandemia do coronavírus (Covid-19). Assim, a equipe desenvolveu o jogo “I Will Help You”, que consite na missão de conectar um astronauta e um terreste, que são amigos e perderam a conexão.

O objetivo principal do jogo é restaurar a comunicação e, enquanto não reconecta o sinal para conversar com o astronauta, algumas mensagens serão guardadas de apoio a ele.

“No final, você descobre que o astronauta não existe e, na verdade, você é uma versão paralela dele que ficou abondanada durante a quarentena. Todas as mensagens que guardou para o astronauta, você mesmo vai recebe-las no futuro”, relatou Francisco.

Todo o jogo foi desenvolvido durante 48 horas e tiveram o propósito de amenizar as consequências negativas que foram causadas na saúde mental das pessoas durante o período de quarentena.

Equipe
Além de Francisco, a equipe “Mono Spaces” também é formada pelos estudantes Benjamin Andrade, Mateus Klein, Alexandre Dieter, João Pedro Duarte e Willian Francisco Eckestein.

“Nunca tinha participado de uma competição. Ficamos bem surpresos e felizes com o resultado”, disse o americanense.

Agora, a Mono Spaces está concorrendo na categoria “Maior Impacto Social”, em que a equipe vencedora será contemplada com uma ida à NASA onde poderão assistir a um lançamento de um foguete.