16 de janeiro de 2021 Atualizado 19:36

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Polícia

Advogada cai em golpe do falso sequestro e perde joias e R$ 3,5 mil em dinheiro

Moradora de Americana recebeu ligação do Rio de Janeiro e acreditou que seu irmão havia sido sequestrado

Por Heitor Carvalho

04 jan 2021 às 20:36 • Última atualização 04 jan 2021 às 20:39

Uma advogada de 54 anos caiu no golpe do falso sequestro durante a manhã da última terça-feira (29), em Americana. A vítima perdeu joias e cerca de R$ 3,5 mil. Ela mora no Centro e registrou o crime no início da tarde desta segunda-feira (4).

De acordo com a descrição do boletim de ocorrência, por volta de 10 horas, a mulher recebeu um telefonema de sua mãe, uma idosa de 84 anos, dizendo que um indivíduo havia ligado e dito que o irmão da vítima havia sido sequestrado.

Em seguida, um número privado ligou para a mulher e um homem com sotaque carioca alegou estar em poder do seu irmão, sendo que ela deveria depositar a quantia de R$ 5 mil em uma conta originária do município de Volta Redonda, no Rio de Janeiro, para libertá-lo.

A mulher então foi até uma agência bancária, mas não conseguiu sacar a quantia solicitada. Então fez um depósito inicial de R$ 1,5 mil e outro no valor de R$ 2 mil.

Os assaltantes ainda exigiram que a vítima pegasse o montante pedido e fizesse a conversão da moeda para o dólar, o que resultou em uma quantia de cerca de US$ 450.

Além disso, o suposto “sequestrador” disse que a mulher deveria levar joias até um banco de cimento na Avenida Independência, próximo à Igreja São Judas Tadeu, na cidade de Piracicaba, o que a mulher fez sem manter contato com nenhuma pessoa.

A vítima deixou no local indicado uma corrente, um pingente, duas pulseiras e três anéis, todos de ouro. Depois disso, foi orientada a seguir até um motel e esperar outras ordens dos golpistas.

Neste período, ela ainda forneceu seu código de WhatsApp e teve seu número clonado.

No entanto, poucos minutos depois, um policial militar entrou em contato e disse que estava na casa da mãe da vítima e ao lado do irmão que teria sido sequestrado, sendo que todos estavam em segurança.

Publicidade