20 de julho de 2024 Atualizado 10:21

Notícias em Americana e região

8 de Agosto de 2019 Grupo Liberal Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Política

Moraes manda à PGR pedido para tirar sigilo de conversas entre Aras e empresários

Mensagens foram encontradas depois que a Polícia Federal apreendeu os celulares dos empresários na semana passada

Por Agência Estado

30 de agosto de 2022, às 21h22 • Última atualização em 31 de agosto de 2022, às 11h02

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), mandou a Procuradoria-Geral da República (PGR) se manifestar sobre o pedido para levantar o sigilo das conversas entre empresários bolsonaristas e o procurador-geral da República Augusto Aras.

As mensagens foram encontradas depois que a Polícia Federal (PF) apreendeu os celulares dos empresários na semana passada, como revelou o portal Jota. Moraes autorizou a operação por ver risco de financiamento de atos contra a democracia.

O pedido para tornar as conversas públicas é assinado pelos senadores Randolfe Rodrigues (Rede-AP), Renan Calheiros (MDB-AL), Humberto Costa (PT-PE) e Fabiano Contarato (PT-ES).

“O conhecimento público acerca dos temas realmente tratados nas conversas mantidas entre altíssimas autoridades públicas e empresários adeptos a tensões antidemocráticas é uma medida necessária, justamente para que haja um escrutínio social e amplo das reais intenções de determinadas autoridades federais”, diz um trecho da representação.

Os parlamentares afirmam que, caso o sigilo seja necessário para resguardar o andamento da investigação, o material seja compartilhado com o Senado Federal. A Casa Legislativa é responsável por processar eventuais ações de impeachment contra o procurador-geral da República.

Ao Estadão, investigadores adiantaram que a análise completa das conversas dos empresários por WhatsApp vai provocar “grandes surpresas, pior do que se pode imaginar”.

Publicidade