05 de março de 2021 Atualizado 13:21

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Mudanças

Dicas para transformar as áreas úteis de condomínios

Atualizar a área comum faz diferença, por exemplo, na venda dos apartamentos

Por Redação

07 fev 2021 às 11:06

Com a transformação do mundo imobiliário nos últimos anos, os prédios antigos, com ambientes antiquados e em desuso, perderam atrativo frente à modernidade dos novos edifícios. Mas os condomínios que decidiram não ficar para trás vem repensando e ressignificando espaços, como salões de festas, brinquedotecas, entre outros.

Dar uma nova cara para essas áreas pode parecer, à primeira vista, somente um gasto extra para os proprietários, mas é melhor pensar que esse investimento vai valorizar o imóvel e diferenciá-lo entre as várias unidades disponíveis novas. Atualizar a área comum faz diferença, por exemplo, na venda dos apartamentos.

Salão de jogos assinado por Karina Korn – Foto: Eduardo Pozella

Atualmente, uma das preocupações dos condomínios é adaptar essas áreas aos novos comportamentos e necessidades das pessoas, trazendo mais bem-estar e estimulando a convivência. A arquiteta Karina Korn encontrou uma dessas situações.

Ela precisou encarar a reforma de um antigo apartamento do zelador, em Perdizes, transformando-o em um salão de jogos descontraído. Para isso, precisou levar em consideração segurança, qualidade de materiais, iluminação, beleza e, é claro, a aprovação do conselho do condomínio.

O primeiro cuidado é estudar cuidadosamente as mudanças e aprová-las em assembleia. É importante que, já na convocação, esteja claro que será debatida a troca de destinação do espaço específico para outro fim.

O salão de jogos assinado pela arquiteta Karina Korn preza as boas vibrações para a diversão e convívio – Foto: Eduardo Pozella

Apresentar o comparativo de gastos é mais que necessário, estipulando tudo o que será comprado. “Para um espaço ser agradável para o uso de todos, o condomínio precisa priorizar a existência desse grupo. Eles serão responsáveis por recolher as informações dos condôminos, compilar e definir o escopo do projeto. Dessa forma, temos um condomínio valorizado e moradores satisfeitos e felizes”, completa Karina.

As principais solicitações dos condomínios incluem a reforma ou a criação de academias, salões de festas e espaços de churrasqueiras.

“Mais do que atualizar um lugar pensando na melhoria estética, temos que pensar na facilidade de manutenção e na alta durabilidade de acabamentos e móveis”, explica Karina. Enquanto o porcelanato e o revestimento vinílico são ótimas soluções para o piso em diversos casos, o laminado melamínico possibilita revestir paredes da cozinha do salão de festas sem quebra-quebra.

Salão de jogos – Foto: Eduardo Pozella

Alegria e cor são os personagens principais de um salão de jogos

Com o ambiente neutro, que servirá a todas as faixas etárias dos moradores, o foco no salão de jogos são as paredes. Desenhos e adesivos são tendência, deixando o salão descolado. A parede pode ser colorida ou branca, garantindo espaço de respiro entre frases divertidas ou de música, além de desenhos e outros tipos de arte, como o grafite. No caso de um salão com vários ambientes, o tom das paredes pode variar, trazendo a unidade estética mantida por esses desenhos.

Para esses ambientes, o foco são jogos clássicos, atemporais e de boa durabilidade, como pebolim e pingue-pongue. “Os consideramos quando há espaço, respeitando as medidas de circulação”, adiciona Karina. Quando possível, fliperama e air hockey também são bem-vindos.

Pensando na interação entre os usuários do salão, é interessante prever locais para guardar jogos de tabuleiros e mesas hábeis para jogá-los. “Em alguns casos, uma solução engenhosa é ter uma mesa com compartimentos para guardá-los”, conta. No caso de um espaço com televisão e videogame, no lugar de um sofá, a arquiteta recomenda o uso de pufes.

Publicidade