Cumprir metas depende de atitudes reais

Psicóloga Nádia Mabba alerta que "virada do ano" não é momento ideal para definir objetivos: é preciso estabelecer metas que sejam alcançáveis


Foto: Marcelo Rocha - O Liberal
Para a psicóloga Nádia Mabba, não há “mágica” que resolva a situação

A Virada de Ano é um evento carregado de simbologia, superstições e misticismos, vista por muitas pessoas como um momento de mudanças, de estabelecer objetivos na vida e colocar antigos planos em prática. Mas para a psicóloga Nádia Mabba, não há “mágica” que resolva a situação: é preciso planejar de forma estruturada e com metas claras e alcançáveis essas resoluções de final do ano para que elas realmente saiam do papel – e não gerem nenhum tipo de frustração futura.

“A virada do ano é um período simbólico, é o fim de uma etapa e começo de outra. Por isso, as pessoas começam a fazer promessas para esse novo período que se inicia. Essa é uma maneira do ser humano achar que algo novo vai acontecer no ano seguinte, mas as comemorações são mais um ‘ritual’ do que uma mudança de realidade. Ou seja, nada se altera de verdade, a pessoa continua a mesma”, aponta.

A especialista ressalta que para os objetivos saírem efetivamente do papel é preciso agir. “As mudanças necessárias dependem das atitudes das pessoas, do comportamento e da sua própria vontade”, ressalta Nádia. “Por isso a importância de desejar algo realista, e não algo inatingível. Por exemplo, desejar ganhar na Mega-Sena: isso é algo que não depende apenas da pessoa, além de ser algo ilusório. Para mudar, é preciso estabelecer metas alcançáveis pelo esforço próprio”.

Ainda segundo a profissional, quando essas metas não são alcançadas, surge o sentimento de frustração. Objetivos colocados a longo prazo tendem a ser mais difíceis de serem realizados, aponta a psicóloga, assim como aqueles que quebram paradigmas.

“A pessoa que quer emagrecer, por exemplo, não pode desejar perder 50 kg de uma vez, mas emagrecer aos poucos é mais realizável”, explica. “Quando a frustração surgir, uma opção é avaliar o que aconteceu e o porquê da falha, além de analisar o que pode ser feito para mudar na próxima tentativa”.

Qualquer hora é hora

Com a chegada de dezembro, muitas pessoas não só projetam objetivos e metas para o próximo ano, como também se cobram sobre as atitudes e realizações praticadas nos últimos 12 meses. De acordo com a psicóloga Nádia Mabba, o Réveillon não precisa ser o gatilho para quem quer mudar hábitos: as mudanças podem ocorrer e começar a qualquer momento, em qualquer dia e mês do ano.

“A gente sempre acha que as coisas vão se transformar meio que por magia, mas elas não vão. Essa é uma visão muito ilusória que o ser humano possui. As pessoas estão numa zona de conforto e não se pode esperar que algo aconteça sem que você corra atrás disso”, salienta.

“Importante não se deixar levar por cobranças de terceiros e da sociedade. Essa cobrança é muito comum nessa época, mas deve partir da própria pessoa. Daí a importância de planejar e colocar o pé no chão, sabendo o que e como mudar. Não é só objetivos, é preciso mudar a maneira de pensar e de agir”, incentiva.

Dicas que ajudam

A psicóloga Nádia Mabba elencou algumas dicas simples que podem ser seguidas por aquelas pessoas que querem, definitivamente, tirar os planos do papel com sucesso:

Não compartilhe. “Não espalhe para terceiros quais são as suas resoluções, nem poste nas redes sociais”, aponta a especialista. Segundo ela, é importante manter as promessas pessoais, já que terceiros podem fazer cobranças desnecessárias, aumentando a frustração caso essas metas não sejam alcançadas.

Mudanças bruscas. “Não estabeleça metas difíceis demais de serem alcançadas”, indica Nádia. Para a especialista, objetivos mais simples de serem realizados têm mais chances de tornarem-se realidade. “A ideia é estabelecer metas pequenas, que podem ser aumentadas aos poucos”.

Avaliação. “É importante fazer a avaliação das metas realizadas, mês a mês, para analisar o que está sendo feito para atingir os objetivos e quais já foram alcançados”. Para a profissional, isso ajuda a viabilizar os planos com mais facilidade.

Painel de Negócios: conteúdo patrocinado produzido pelo LIBERAL sob demanda para clientes. Entre em contato pelo comercial@liberal.com.br ou no WhatsApp (19) 99708-8831.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora