31 de outubro de 2020 Atualizado 09:33

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

É hora da volta?

Turismo no Sul prepara retomada

Cidades gaúchas foram divididas em 20 regiões, que ganham bandeiras coloridas, com protocolos obrigatórios (entre eles, o uso de máscara)

Por Da redação

02 jun 2020 às 18:36 • Última atualização 02 jun 2020 às 18:37

Recepcionistas e camareiras de máscara e protetor facial. Termômetro de infravermelho no check-in. Café da manhã à la carte ou então servido no quarto. Grupos pequenos na visita a atrações. Com esse cenário, a Serra Gaúcha está reaberta aos viajantes. Hotéis, parques e atrações de Gramado e Canela estão autorizados a funcionar com restrições.

Bondinhos de Canela – Foto: Divulgação

O fim de semana do Dia das Mães foi o primeiro da nova fase, com exigências como a ocupação máxima de 50% na hotelaria. No Vale dos Vinhedos, Bento Gonçalves já havia feito esse movimento em meados de abril. A retomada do turismo, em meio à pandemia de coronavírus, divide opiniões entre os especialistas em saúde. Mas, em um aspecto, todos concordam: a decisão envolve risco, em algum grau.

Na Serra Gaúcha, pela classificação do governo, podem funcionar hotéis com até metade dos quartos e agências de turismo com no máximo 25% dos funcionários. Restaurantes à la carte podem trabalhar com até 50% dos empregados – refeições em bufê seguem proibidas. Lojas de centros comerciais e shoppings podem abrir com metade da ocupação e dos funcionários.

Snowland – Foto: Divulgação

Snowland, parque de neve

Entre as adaptações para reabrir em 5 de junho, o Snowland, parque de neve de Gramado, definiu que haverá aulas de esqui e snowboard só em dias predeterminados.

“Temos de fornecer a roupa de neve com luvas. Elas serão entregues em embalagens individuais invioláveis. A mesma roupa não será reutilizada antes de ser lavada e passar pela secagem a 45 graus”, afirma o diretor executivo Paulo Mentone.

Bondinhos em Canela

Na Bondinhos Aéreos de Canela, cada cabine, para até oito pessoas, só leva integrantes da mesma família e fica parada mais tempo na plataforma – assim, não é preciso dar a mão a um atendente. “As janelas dos bondinhos permanecerão abertas para circulação de ar, e eles serão desinfetados frequentemente”, diz Mateus Scain, gerente da empresa.

Festival de cinema de Gramado – Foto: Divulgação

Festival de Cinema e Natal Luz
Sempre nas listas de destinos mais visitados do Brasil, Gramado tem cerca de 85% de sua economia proveniente do turismo e tem São Paulo e Rio de Janeiro entre seus principais emissores de viajantes, mas aposta, agora, nos visitantes que vêm de carro de cidades próximas ou de Santa Catarina.

“Enquanto a malha nacional não estiver regularizada, Gramado tem de trabalhar o turismo de vizinhança”, diz o prefeito da cidade, João Alfredo Bertolucci.

Em Gramado, entre outros eventos, o Festival de Cinema e o Natal Luz estão previstos para serem realizados no segundo semestre. O mesmo ocorre com o calendário de Bento Gonçalves. Na região, vinícolas como a Miolo recebem visitantes em grupos de até dez pessoas, e a agência Giordani já vende passeios de maria-fumaça em junho.

Publicidade