21 de junho de 2024 Atualizado 08:42

Notícias em Americana e região

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Pet

Outono e inverno podem aumentar a ocorrência de otite em cães

Entenda as causas e sintomas da inflamação do ouvido em animais

Por Stela Pires

26 de maio de 2024, às 08h38

As folhas começam a cair e o clima a esfriar, sinais de que o outono chegou e o inverno está logo ali. Apesar das condições perfeitas para se aconchegar entre as cobertas com nossos amigos de quatro patas, elas também favorecem a ocorrência de otite nos cães.

📲 Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

A doença é uma inflamação do ouvido que pode afetar o conduto auditivo externo, médio ou interno dos animais. De acordo com o médico veterinário especialista em clínica médica de cães e gatos Felipe Villares, do Hospital Veterinário Myourpet, de Americana, os fatores que ocasionam a otite são diversos.

A condição é bastante comum e pode ser causada por infecções bacterianas, fúngicas, parasitárias, alergias, entre outros.

As complicações podem incluir a perda auditiva parcial ou total – Foto: Adobe Stock

Se no verão a umidade e o calor criam um “ambiente” propício para o crescimento de fungos e bactérias, o clima mais seco de outono e inverno causa irritações que predispõem à inflamação. 

“No outono e inverno, os animais podem estar mais propensos a alergias ambientais, que também podem causar otite”, acrescentou o especialista.

A inflamação provoca um desconforto significativo e dor no animal, de acordo com Felipe. Os pets com otite tendem a ficar irritados e agitados por causa desse incômodo gerado pela doença.

“A condição pode afetar a qualidade de vida do animal, comprometendo seu bem-estar geral. Em casos mais graves, pode levar a complicações específicas”, disse o veterinário.

Siga o LIBERAL no Instagram e fique por dentro do noticiário de Americana e região!

Felipe aponta os sintomas comuns para que os tutores estejam atentos e possam procurar a ajuda de um especialista: coceira intensa no ouvido; vermelhidão e inchaço na área afetada; secreção no ouvido, que pode ser serosa, purulenta ou ter mau odor e dor ao tocar a orelha.

Além disso, os animais podem abanar ou sacudir a cabeça frequentemente e ficar com a cabeça mais inclinada para o lado que está afetado. Em casos mais graves, a otite pode causar perda de equilíbrio ou desorientação no pet.

De acordo com o veterinário, as complicações podem incluir ainda a perda auditiva parcial ou total e a propagação da infecção para o ouvido médio ou interno, resultando em uma otite de difícil tratamento clínico. A doença quando não tratada de maneira adequada pode, inclusive, causar a ruptura do tímpano.

Os tutores de cães devem estar constantemente atentos aos sinais da otite. A doença também pode ocorrer em gatos, mas a anatomia das orelhas dos cachorros faz com que sejam mais propícios ao desenvolvimento da inflamação.

Faça parte do Club Class, um clube de vantagens exclusivo para os assinantes. Confira nossos parceiros!

“Algumas raças de cães, especialmente aquelas com orelhas caídas ou peludas, são particularmente predispostas a desenvolver otite devido à menor ventilação do canal auditivo, criando um ambiente ideal para o crescimento de microorganismos”, disse Felipe.

O tratamento da doença vai variar de acordo com a causa subjacente, de acordo com o médico veterinário. A indicação é que os tutores procurem por um profissional que possa indicar o melhor método.

Evite a otite

  • Manter os ouvidos do animal limpos e secos;
  • Evitar a entrada de água nos ouvidos durante o banho ou natação;
  • Realizar inspeções regulares dos ouvidos para detectar sinais precoces de problemas;
  • Tratar prontamente quaisquer infecções ou alergias;
  • Utilizar produtos específicos recomendados por veterinários para a limpeza dos ouvidos;
  • Visitar seu médico veterinário regularmente. 

As notícias do LIBERAL sobre Americana e região no seu e-mail, de segunda a sexta

* indica obrigatório

Publicidade