19 de junho de 2024 Atualizado 08:47

Notícias em Americana e região

8 de Agosto de 2019 Grupo Liberal Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Pet

Olheira escura nos pets: entenda o que é a lágrima ácida

As manchas não são uma questão estética, mas sim de saúde física do animal

Por Stela Pires

20 de maio de 2024, às 08h56

Limpar a área ao redor do olho ajuda a prevenir a pigmentação - Foto: Adobe Stock

As manchas escuras nos pelos subjacentes aos olhos dos animais são frequentemente consideradas uma questão estética, no entanto, são um sinal de problema de saúde. As “olheiras” são conhecidas como “lágrimas ácidas”, um desequilíbrio na produção lacrimal. 

📲 Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

“Essas lágrimas são produzidas pelas glândulas lacrimais para lubrificar e limpar os olhos, mas quando há um desequilíbrio, elas podem escorrer pelo rosto do animal causando manchas escuras ao redor dos olhos”, explicou a médica veterinária de pequenos animais Mariana Agnese Bortolazzo, de Santa Bárbara d’Oeste.

As causas dessa desarmonia são variadas e incluem diversos fatores. Um deles é a anatomia facial, que pode dispor certas raças à esse problema, como as braquicefálicas. Os exemplos de cachorros são o maltês, shih tzu e bulldog francês.

“Eles têm maior probabilidade de desenvolver esse problema devido à formação de seus crânios, que pode causar obstrução dos ductos lacrimais”, disse a médica.

Outros fatores são alergias, que podem irritar os olhos e aumentar a produção de lágrimas; infecções oculares; e alterações odontológicas, que afetam a drenagem do líquido.

Mesmo parecendo “inofensiva” e causadora apenas de um problema estético, a lágrima ácida pode levar a complicações mais graves caso não seja tratada. 

Alguns exemplos são infecções oculares secundárias devido ao acúmulo de lágrimas; dermatite causada pela irritação crônica na pele ao redor dos olhos; e danos permanentes nos tecidos, incluindo pigmentação da pele e perda da pelagem.

Siga o LIBERAL no Instagram e fique por dentro do noticiário de Americana e região!

O tratamento para a lágrima ácida pode variar de acordo com a causa do problema, de acordo com Mariana Bortolazzo.  

“Pode incluir limpezas regulares nas regiões afetadas para prevenir e melhorar a pigmentação da pele, a utilização de produtos específicos para limpeza facial para remover as manchas […] e, em casos mais graves, cirurgia para corrigir obstrução nos ductos lacrimais”.

É comum, inclusive, que tutores optem por rações que prometem tratar o problema, porém elas vão ajudar apenas em alguns casos. 

“São fórmulas para reduzir a acidez das lágrimas e minimizar a pigmentação da pele ao redor dos olhos. No entanto, elas geralmente não resolvem a causa subjacente das lágrimas ácidas e devem ser usadas em conjunto com outras medidas de tratamento”, explicou a especialista.

Por isso, Mariana alerta que a avaliação de um médico veterinário qualificado é imprescindível. Desta forma, cada animal receberá o diagnóstico e as orientações para tratamento.

Identificando o problema

Embora as olheiras escuras sejam um sintoma comum de lágrimas ácidas, não são o único indicador. Outros sinais incluem vermelhidão nos olhos, inchaço ao redor dos olhos, secreção ocular anormal e sinais de irritação ou desconforto ocular.

Faça parte do Club Class, um clube de vantagens exclusivo para os assinantes. Confira nossos parceiros!

Medidas preventivas

As lágrimas ácidas podem ser evitadas, de acordo com a médica veterinária. Algumas medidas preventivas incluem manter a higiene facial do cão, limpando regularmente a área ao redor dos olhos para remover qualquer acúmulo de lágrimas e prevenir a pigmentação da pele.

Além disso, cuidar da saúde bucal do cão. “Problemas dentários podem afetar a drenagem das lágrimas; evitar exposição a alérgenos conhecidos que possam irritar os olhos; e garantir uma dieta balanceada e adequada para a saúde geral do seu animal”, disse.

As notícias do LIBERAL sobre Americana e região no seu e-mail, de segunda a sexta

* indica obrigatório

Publicidade