20 de outubro de 2020 Atualizado 14:41

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Vacinação

No ‘mês do cachorro louco’, saiba a importância da vacina antirrábica

A raiva é uma doença que pode ser transmitida para o ser humano; veja as dicas do Agropet Mineiro

Por Natália Velosa

24 ago 2020 às 08:51 • Última atualização 24 ago 2020 às 08:53

Agosto é considerado o “mês do cachorro louco”, expressão utilizada para lembrar da importância da vacina antirrábica, utilizada na prevenção da raiva, uma zoonose transmitida por vírus, que pode contaminar também o ser humano.

Vacina é utilizada na prevenção da raiva – Foto: Andre Borges / Agência Brasília

A interpretação da expressão faz referência ao mês de agosto porque neste mês há um aumento de cadelas no cio, devido às condições climáticas. Assim, os cachorros brigam entre eles para conquistar a fêmea. A raiva, que é transmitida pela saliva do animal, se espalha entre eles e tem um aumento significativo nesse período.

Entretanto, o médico veterinário da Agropet Mineiro, Ricardo Adegas, alertou que a doença pode ser transmitida não só pelos cachorros, mas também por gatos, ratos, bois, cavalos, morcegos e alguns animais peçonhentos.

“O contato direto com o animal infectado pode transmitir a doença para o homem e a vacinação é importante porque a doença não tem cura. A única solução é tratar os sintomas”, alertou o médico.

De acordo com Ricardo, os sintomas mais comuns nos cachorros é a salivação, além do animal ficar mais recluso e se esconder da luz. Como a doença ataca diretamente o sistema nervoso, o animal fica com um aspecto mais “lesado”.

Nos humanos, o veterinário explicou que também afeta o sistema nervoso e, em casos mais severos, pode provocar convulsão, dor de cabeça e cegueira.

Vacina na Agropet Mineiro

O médico veterinário Ricardo Adega explicou que o cachorro está apto a tomar a vacina antirrábica a partir do 4º mês de vida. A Agropet Mineiro oferece ela em sua loja, além de outros medicamentos.

A loja fica localizada na Rua Anhanguera, 55, no Centro de Americana. Para mais informações, ligue no (19) 3461.3362 ou envie uma mensagem pelo WhatsApp (19) 99393-4141.

Publicidade