18 de outubro de 2020 Atualizado 21:02

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Oftalmologia Veterinária

Cinco doenças oftalmológicas mais frequentes nos pets

Algumas delas são silenciosas, não perceptíveis aos tutores e podem levar a cegueira

Por Redação

01 out 2020 às 12:05

Prevenção é de suma importância para garantir a saúde e bem-estar dos bichinhos - Foto: Dog photo created by freepik - www.freepik.com

As doenças oftálmicas são recorrentes em cães e gatos e os pets necessitam dos mesmos cuidados que os humanos têm com os olhos. Para a Dra. Daniela Pereira Oftalmologia Veterinária, a prevenção é de suma importância para garantir a saúde e bem-estar dos bichinhos.

“Como especialista, quero alertar sobre a importância das consultas de rotina, uma vez que algumas doenças são silenciosas, não perceptíveis aos tutores e podem levar a cegueira. O diagnóstico precoce das doenças oftálmicas é imprescindível para o bom resultado dos diversos tratamentos disponíveis”, explicou Daniela.

A médica veterinária elencou cinco doenças oftálmicas mais recorrentes em cães e gatos. Confira:

Úlcera de córnea
A córnea é a camada mais externa, brilhante e transparente do olho. Há úlcera quando ocorre um ferimento nessa camada, que, se não tratada rapidamente pode evoluir para as camadas mais profundas e perfurar o olho. Os sintomas são a sensibilidade à luz, secreção e lacrimejamento, dor, a maior parte do tempo com olhos fechados.

Uveíte
É uma inflamação severa que ocorre dentro dos olhos. As principais causas são o trauma, a erliquiose, conhecida como “doença do carrapato”, a piometra, a leptospirose, leishmaniose, toxoplasmose dentre outras.

Glaucoma
É quando o humor aquoso, líquido que é responsável por manter o formato e a pressão nos olhos, entra em desequilíbrio na produção e eliminação natural. A pressão do olho aumenta, há dor com dano irreversível na retina e nervo óptico e então a cegueira precoce. A parte branca dos olhos começa a ficar muito vermelha, olhos azulados e rápido aumento do tamanho dos olhos.

Catarata
Nos olhos existe uma “lente”, e a visão depende da luz que atravessa por ela. A catarata ocorre quando essa “lente”, ou suas cápsulas, ficam opacas, brancas, impedindo a passagem da luz. Uma forma de o tutor identificar a catarata é olhar se a pupila do pet começa a ficar branca.

Ceratoconjuntivite seca
Para a saúde dos olhos é muito importante que ocorra uma boa hidratação, e as glândulas lacrimais são responsáveis por isso. A doença ocorre quando a produção da lágrima diminui ou para totalmente, deixando o olho sem brilho, seco e com muita secreção amarelada. O olho começa a ficar vermelho e o pet sente coceira.

Serviço
Dra. Daniela Pereira – Oftalmologia Veterinária
Endereço: Rua Ari Meireles, 403, na Vila Santa Catarina, em Americana
Telefone: (19) 3304-8992
WhatsApp: (19) 99626-6736
Website: www.oftalmologiapet.com.br

Publicidade