13 de agosto de 2022 Atualizado 22:03

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

LINHA DE ENERGIA

Nova scooter 100% elétrica da BMW, CE04 inova no design e na tecnologia

Modelo nasceu para se tornar um novo ponto de referência em mobilidade urbana sobre duas rodas

Por Paolo Covassi / Auto Press

02 de julho de 2022, às 17h51 • Última atualização em 02 de julho de 2022, às 17h52

A CE04 oferece tudo o que uma scooter topo de gama deve oferecer: estética, conforto e tecnologia - Foto: Divulgação

A nova BMW CE04 é um divisor de águas do ponto de vista estético. A scooter 100% eletrificada da marca alemã nasceu para se tornar um novo ponto de referência em mobilidade urbana sobre duas rodas. Nesse sentido, o modelo inova tanto na imagem quanto na substância.

O veículo chega ao mercado europeu por um preço que pode realmente colocá-lo como um rival importante para as maxiscooters tradicionais, por US$ 12.300, ou cerca de R$ 64 mil.

A CE04 oferece tudo o que uma scooter topo de gama deve oferecer: estética original e vistosa, conforto, banco espaçoso para pessoas e coisas e tecnologia que pode simplificar a vida cotidiana da cidade. O estilo valoriza o lado mecânico e tecnológico, com linhas geométricas e aerodinâmicas, nada orgânicas.

Diante do piloto, a CE04 traz dois compartimentos na parte interna do escudo. Um deles é dedicado à tomada de carregamento e o outro, com tampa, funciona como porta-objetos. No topo, o painel digital grande e legível, com navegação por espelhamento de celular, e logo abaixo fica o botão de partida – a chave é presencial. Sob o banco há um bom compartimento com abertura lateral, capaz de acomodar um capacete.

Em movimento, a CE04 é, antes de tudo, divertida. O banco é amplo e macio, o guidão é bastante largo e a altura para o chão é confortável, tanto para pessoas mais baixas quanto altas. A scooter não é exatamente leve. São 230 kg, mas bem distribuídos.

Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

Obviamente, quando CE04 é acionada, aparentemente nada acontece. Mas assim que o acelerador é girado, ela se move. E mesmo no modo Eco, o mais suave, imediatamente fica claro que o atraso típico dos CVTs das scooters tradicionais ficou no passado. Além do modo de condução Eco, há outros três para escolher: Road, Rain e Dynamic.

Velocidade
Este último, que é oferecido como opcional, é o mais esportivo e será certamente o mais divertido. Ele oferece aceleração impressionante, arrancadas imediatas e velocidade máxima de 130 km/h.

Comparada com as scooters tradicionais, é preciso “reaprender” a maneira de utilizar o acelerador, pois o freio-motor é muito intenso para otimizar a recarrega da bateria. É similar ao sistema one pedal dos carros elétricos. A ponto de, mesmo na cidade, ser praticamente dispensável tocar nos freios da motocicleta.

Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

Publicidade