08 de agosto de 2020 Atualizado 20:21

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Sedã

Caoa Chery aposta em custo-benefício para lançar Arrizo 6

Montadora acredita que modelo poderá responder por 20% das vendas da marca no País

Por Eduardo Rocha / Auto Press

27 jun 2020 às 10:23

RUma a uma, as montadoras no Brasil estão desistindo do segmento de sedãs médios: Renault, Ford, Nissan, Mitsubishi, Peugeot, Fiat. Na briga de fato, sobraram apenas Toyota, que abocanha metade do segmento com o Corolla, Honda, com o Civic, e Chevrolet, com o Cruze.

Nessa cena, Volkswagen, Nissan, Citroën e Kia fazem uma figuração de luxo.

R$ 98,4 mil é o preço de lançamento do Arrizo 6, que chega às lojas em meados de julho – Foto: Divulgação

Mas dependendo em que ponto da trajetória uma montadora está, mesmo um volume pode ajudar a rentabilizar uma marca. Este é o caso da Caoa Chery, que achou que seria interessante produzir e lançar o sedã Arrizo 6 no Brasil. Na avaliação dos executivos da montadora, o modelo poderá responder por 20% das vendas da marca no país.

Em condições normais de mercado, isso significaria em torno de 400 unidades mensais. Ou seja: seria aproximadamente o que vende o Volkswagen Jetta em tempos normais.

Não à toa, o sedã da marca alemã é apontado pela própria Caoa Chery como o rival a ser batido. Nesse objetivo, o modelo da chinesa Chery busca uma vantagem na relação custo/benefício.

Por dentro: couro sintético e kit multimídia – Foto: Divulgação

O Arrizo 6 chega em meados de julho às concessionárias da marca em versão única, GSX, por R$ 108.750 – reduzido para R$ 98.400 durante o lançamento. O valor normal do modelo o coloca entre as duas versões de entrada do carro da Volkswagen: 250 TSI e Comfortline, que custam sem opcionais R$ 99.990 e R$ 122.890, respectivamente.

O modelo da Caoa Chery não tem opcionais, mas tem um conteúdo próximo ao do Jetta Comfortline.

Motorização 1.5 turbo com até 150 cavalos – Foto: Divulgação

Sob o capô, o Arrizo 6 traz o conhecido motor 1.5 turbo com 147/150 cv, com gasolina e etanol, com 21,4 kgfm. O que muda em relação ao usado no Arrizo 5 é que o câmbio CVT, apesar de ser o mesmo, ganhou duas marchas pré-programadas, uma mais reduzida e uma mais longa, totalizando nove velocidades no final.

A aceleração de zero a 100 km/h é feita em 10 segundos. Segundo os testes realizados pelo InMetro, o Arrizo 6 tem um nível de consumo bastante razoável. Na cidade faz 7,6/11 km/l e na estrada, 9,4/13,3 km/l, com etanol e gasolina.