30 de outubro de 2020 Atualizado 22:03

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Reduzindo os carboidratos

Dieta inspira criação de aplicativo

Moradora de Americana, Angélica Martins mostra que a dieta ‘low carb’ é uma opção para quem busca o emagrecimento

Por Isabella Holouka

05 jul 2020 às 09:45 • Última atualização 06 jul 2020 às 11:42

A empresária Angélica Martins, 27 anos, emagreceu cerca de 45 quilos nos últimos dois anos e criou o aplicativo Zerando Carbo para incentivar outras pessoas que passam pelo processo de emagrecimento. O app está disponível gratuitamente na Play Store e já teve mais de 37 mil downloads.

Moradora do Jardim São Pedro, em Americana, Angélica conta que dentre as suas principais motivações para a perda de peso estavam a saúde e a autoestima. “Depois que tive o meu segundo bebê, cheguei aos 110 quilos, e aquilo me incomodava muito. Comecei a fazer dietas, procurei nutricionistas e não conseguia emagrecer. Então conheci a ‘low carb’”, lembra a empresária.

Angélica Martins emagreceu 45 quilos com a dieta ‘low carb’: no app Zerando Carbo ela incentiva as pessoas no emagrecimento – Foto: Marcelo Rocha / O Liberal

A dieta ‘low carb’ (baixo carboidrato, em inglês) está baseada na diminuição da ingestão de alimentos processados e que contêm farinha de trigo, arroz branco e grãos como a soja, além de doces com açúcar ou mel.

A alimentação prioriza alimentos naturais, proteicos e gordurosos, como frutas, legumes, verduras, folhagens e carnes.

“Foi difícil, claro, principalmente retirar o doce, o refrigerante e o pão. Mas foi um processo muito saudável, com os melhores alimentos, gorduras boas, legumes e verduras”, relata Angélica, que diz que o emagrecimento foi apenas com a alimentação.

A iniciativa para a criação do aplicativo Zerando Carbo, desenvolvido pelo marido da empresária, veio quando já tinha perdido cerca de 15 quilos, ainda em 2018.

Na plataforma, ela compartilha receitas, ideias de cardápio, dicas para compras e curiosidades sobre alimentação. “É muito gratificante ver que posso ajudar outras pessoas. Às vezes é difícil ir ao nutricionista, e o processo de emagrecimento é muito dolorido e emocional”, comenta a empresária.

EMAGRECIMENTO SAUDÁVEL
Apesar da popularidade crescente, a dieta ‘low carb’ não é uma novidade, de acordo com a nutricionista Fernanda Furlan. Segundo ela, há relatos de 150 anos sobre esta estratégia alimentar, que proporciona a perda de peso com saúde.

“A dieta ‘low carb’ possibilita o emagrecimento saudável porque faz a insulina diminuir, e a insulina mais baixa oxida mais gordura. Também damos preferência para a comida de verdade, não comemos industrializados, snacks, barrinhas”, aponta a profissional.

Outro ponto positivo apontado por ela é que os adeptos a esta dieta não se alimentam a cada três horas, mas sim quando sentem fome. “Fisiologicamente não há sentido em comer a cada três horas”, afirma. “E, quando baixamos os carboidratos e aumentamos a proteína e a gordura, passamos a ter mais saciedade”, complementa.

De acordo com a nutricionista, a ‘low carb’ deve ser encarada como um estilo de vida, mais do que uma simples dieta, que tem momento para terminar. Até porque se trata de uma oportunidade para mudar o relacionamento com a comida, emagrecer e sustentar o novo peso.

Fernanda também esclarece que a magreza não é um sinal de saúde, assim como o sobrepeso não necessariamente indica problemas.

“Muitos pacientes são magros, mas têm diabetes, colesterol, triglicerídeos, gordura no fígado. O corpo pode não engordar, mas pode ter outras patologias. O paciente com sobrepeso pode ser muito mais saudável do que alguém que está muito magro”, explica.

Ajuda e acompanhamento profissional

A nutricionista Fernanda Furlan ressalta a necessidade do acompanhamento profissional a quem deseja perder peso. Ela explica que quem opta por seguir uma dieta por conta própria pode se frustrar com a falta de resultados ou acabar colocando a saúde em risco.

“É importante saber o que fazer, entender como colocar aquilo na sua vida e, principalmente, ter apoio no processo. Não é fácil, e ter apoio nesse momento é fundamental, com orientação e motivação”, aponta.

Já com relação aos exercícios físicos, ela explica que eles são um pilar importante para a saúde, de uma maneira geral, mas também são de grande ajuda na perda de peso.

“O exercício físico ajuda a reduzir a ansiedade, vai trazer bem-estar e por isso faz com que a pessoa coma menos. Hoje falamos que o exercício físico é 20% do emagrecimento”, pontua.

Podcast Além da Capa
Por quais razões a recomendação de manter o isolamento social permanece como a maneira mais difundida no combate ao novo coronavírus, mesmo com mais de 100 dias de quarentena e com a retomada da produção econômica em curso?

Publicidade