27 de fevereiro de 2021 Atualizado 00:17

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Brasileirão

No 1º jogo sem Diniz, São Paulo empata com o Ceará com gols nos acréscimos

São Paulo mostrou um pouco de evolução em relação aos últimos jogos, mas segue sem vencer em 2021

Por Agência Estado

10 fev 2021 às 23:29 • Última atualização 10 fev 2021 às 23:48

No primeiro jogo sem Fernando Diniz e sob o comando do técnico Marcos Vizolli, o São Paulo mostrou um pouco de evolução em relação aos últimos jogos, mas mesmo assim apenas empatou por 1 a 1 com o Ceará no Morumbi, nesta quarta-feira.

O time fez um ótimo primeiro tempo, em que o destaque do jogo foi o goleiro do time cearense, Richard. Contudo, na segunda etapa a equipe ficou presa à marcação. Quando o jogo se encaminhava para um empate sem gols, Léo Chú apertou em cima de Tiago Volpi, que errou feio e viu sua equipe sair atrás aos 47. Mas o time da casa teve forças para buscar o empate, com Luciano, aos 51. Pouco para quem ainda sonha com o título do Brasileirão.

Atacante Luciano mais uma vez salvou o São Paulo, marcando o gol de empate nesta quarta – Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net

No primeiro tempo, mesmo sem ter mexido muito na estrutura de jogo que era proposta pelo ex-técnico Fernando Diniz, Vizolli fez o time ter os melhores 45 minutos de 2021. Entre os titulares, o atacante Pablo ocupou a vaga de Brenner, negociado com o futebol norte-americano, e fez a dupla de frente com Luciano.

Em menos de oito minutos de jogo, o São Paulo perdeu quatro ótimas chances de gol. Luciano, Daniel Alves, Igor Gomes e Pablo tiveram oportunidades de chutar ao gol do Ceará. Bateram forte na boa, mas o goleiro Richard fez boas defesas e salvou seu time.

Outra mudança que chamou a atenção foi a atitude de Tiago Volpi nas bolas recuadas – ao invés de sair jogando, o chutão foi o recurso utilizado pelo goleiro. O time de Fernando Diniz foi muito criticado por tentar sair jogando desde sua área e, muitas vezes, o time perdeu a bola na cabeça de área e acabou sofrendo o gol.

O time do Morumbi seguiu mandando no jogo, mas Richard também manteve o padrão de defesas. Aos 26 minutos, o zagueiro Tiago afastou errado, a bola sobrou para Pablo, que chutou firme, mas o goleiro conseguiu espalmar.

Pouco tempo depois, Igor Gomes girou bonito pela esquerda e cruzou na área. Luciano cabeceou à queima-roupa, mas mais uma vez o arqueiro cearense defendeu. No rebote, Tchê Tchê estufou as redes, mas ele estava em posição de impedimento.

As seis chances de gol fizeram o Ceará se fechar ainda mais. Com a marcação mais firme, o São Paulo foi para o intervalo sem conseguir abrir vantagem. Na volta, Guto Ferreira mexeu no ataque cearense, mas o panorama do jogo seguia o mesmo, com o São Paulo procurando o gol.

A primeira chance do time de Vizolli no segundo tempo surgiu aos seis minutos. Em cobrança de escanteio de Reinaldo, Pablo subiu na primeira trave e cabeceou no canto oposto, mas a bola foi para fora.

Aos 11, a primeira boa chance cearense na partida. Saulo Mineiro recebeu a bola por trás da zaga, finalizou na saída de Volpi, mas o goleiro defendeu. O auxiliar marcou impedimento na jogada, mas se a bola tivesse entrado, o gol seria validado, pois Saulo estava em posição legal.

Os últimos 30 minutos de jogo foram truncados. Vizolli ainda tentou dar mais velocidade ao São Paulo e mandou a campo Gonzalo Carneiro, Toró e Galeano, mas não adiantou. No fim, Tiago Volpi recebeu bola recuada. Pressionado por Léo Chú, ele não deu um chutão, não tocou para Luan, perdeu a bola para o jogador do Ceará, que apenas driblou o goleiro tricolor e tocou para o fundo do gol.

O que parecia uma derrota e um castigo virou empate aos 51 minutos da segunda etapa. Daniel Alves recuperou a bola, que sobrou na direita para Gonzalo Carneiro. O atacante achou Galeano na área, que puxou para a linha de fundo e cruzou rasteiro para trás. O zagueiro Klaus tira a bola, mas Luciano aparece cabeceando na sobra para empatar o jogo no último instante. Menos mal, mas insuficiente para o torcedor do São Paulo que ainda sonha com a taça.

FICHA TÉCNICA:

SÃO PAULO 1 x 1 CEARÁ

SÃO PAULO – Volpi; Juanfran (Galeano), Arboleda, Bruno Alves e Reinaldo; Tchê Tchê, Luan, Daniel Alves e Igor Gomes (Toró); Luciano e Pablo (Gonzalo Carneiro). Técnico: Marcos Vizolli.

CEARÁ – Richard; Samuel Xavier (Eduardo), Tiago, Klaus e Bruno Pacheco; Fabinho, Fernando Cabral, Lima (Léo Chú) e Vina; Rick (Charles) e Cléber (Saulo Mineiro). Técnico: Guto Ferreira.

GOLS – Léo Chú, aos 47, e Luciano, aos 51 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS – Samuel Xavier, Pablo, Igor Gomes, Charles, Fernando Sobral, Tiago e Toró.

ÁRBITRO – Savio Pereira Sampaio (DF).

RENDA E PÚBLICO – Jogo sem torcida.

LOCAL – Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP).

Publicidade