Sub-13 do Rio Branco enfrenta o Marília por vaga nas semifinais

Equipe americanense que é comandada pelo técnico Cláudio de Oliveira Pinto, o Repiado, joga neste domingo, às 10h30, no Décio Vitta


Foto: Andréia Lomba Fotografia.JPG
Pelo campeonato estadual, o Tigre acumula nove vitórias, três empates e duas derrotas

O Rio Branco abre, neste domingo, as quartas de final do Campeonato Paulista Sub-13. Às 10h30, o Tigre disputa a partida de ida contra o Marília, no Estádio Décio Vitta, em Americana.

O jogo da volta está marcado para o próximo dia 20, domingo, no mesmo horário. O time Sub-13 é o único que ainda representa o Rio Branco nesta temporada.

“Os garotos já estão honrando a camisa do Rio Branco. Sabemos que a camisa do Rio Branco é muito pesada, principalmente na base. Tem garoto que sente um pouco ainda esse peso da camisa, mas estamos no caminho certo”, disse o técnico Cláudio de Oliveira Pinto, o Repiado.

No Estadual, o Tigre acumula nove vitórias, três empates e duas derrotas. A equipe liderou o Grupo 5 na primeira fase, com 27 pontos em 12 jogos. A chave também contava com Guarani, Atibaia, Jaguariúna, Amparo, Primavera e Paulista.

Na etapa seguinte, o Rio Branco enfrentou o Independente pelas oitavas de final. O time americanense perdeu por 1 a 0 no primeiro confronto, em Americana, mas venceu pelo mesmo placar em Limeira e superou o adversário nos pênaltis.

“A expectativa nossa aqui é muito boa. Os garotos estão empenhados e contentes depois da vitória sobre o Independente”, comentou.

Desta vez, o Tigre tem pela frente um adversário invicto no torneio. O Marília soma 13 triunfos e um empate, números iguais aos do Palmeiras. As duas equipes têm o melhor aproveitamento do campeonato, mas o Verdão leva vantagem no saldo de gols.

“Sabemos que vai ser um jogo muito difícil contra o Marília, uma equipe que se classificou em primeiro lugar no geral, juntamente com o Palmeiras, com uma das melhores campanhas”, afirmou.

RETROSPECTO. No ano passado, o Rio Branco chegou às oitavas de final da competição, quando foi eliminado pelo Palmeiras.

Aquela campanha culminou na negociação de oito jogadores que estavam no elenco: o goleiro Cauan Ferraz, os zagueiros Kadu Melo e Thiago Fernandes, o lateral Stevam da Conceição, os meias Caike Pereira e Leonardo Solovjovas e os atacantes Enzo Galo e Leonardo Porfirio.

Os destinos foram Atlético-MG, Flamengo, Palmeiras e Ponte Preta. Como contrapartida, o Tigre terá direito a uma quantia em dinheiro caso os atletas se envolvam em futuras transferências.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora